Política

Poder Legislativo recebe juiz Gustavo Marchiori

Nesta terça (5), atendendo ao requerimento do vereador João Marques Rosa (PSB), o Poder Legislativo de Chapecó recebeu o Juiz Titular da Vara de Execução Penal de Chapecó, Gustavo Emelau Marchiori, que explanou sobre o trabalho que tem sido desenvolvido nas unidades prisionais do município.

O visitante apresentou aos vereadores, dados sobre a situação das unidades no ano de 2012, quando foram iniciadas as ações para agilizar os sistemas de despacho dos processos dos apenados e gestão de melhorias dos processos como um todo. “Havia uma superlotação nas prisões, além disso faltava efetivo no judiciário para atender as demandas existentes”, explica.

Entre as ações realizadas, destacam-se a modernização dos processos, como implantação do sistema de videoconferência, inclusive para realização de audiências e oitivas, implantação de processos 100% digitais, motivação dos servidores e aumento de efetivo.

Atualmente, seguindo a legislação estadual, 25% do valor de remuneração laboral do apenado, é revertido em investimentos ao presídio. “Dessa maneira, é possível realizar a manutenção das unidades, como troca de lâmpadas e outras ações de infraestrutura nos presídios”, argumenta o juiz.

Marchiori também destaca a mudança de paradigma da execução penal em Chapecó. “Atualmente, vivenciamos uma realidade muito diferente do que tínhamos quando iniciamos o trabalho de transformação. Nosso índice de reclamações quanto ao tempo de duração de processos está próximo a zero, tanto quanto ao tempo de duração, quanto ao atendimento”, assinala.

A Vara de Execuções Penais de Chapecó foi considerada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a mais produtiva em sua área de atuação em todo o Estado. Foi, inclusive, considerada referência em todo o Brasil, recebendo a visita do Ministro da Justiça. 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios