DestaqueEsportes

MAIS UMA DERROTA: Chape segue sem vencer

Não foi o jogo mais vistoso. Inter e Chape entraram em campo neste domingo (22), pela rodada de abertura do returno do Brasileirão, com objetivos diferentes, mas os dois em busca da vitória. Enquanto o colorado queria reencontrar o torcedor com vitória após o fracasso no final da Copa do Brasil e se manter entre os primeiros na vencendo tabela, o Verdão buscava o reencontro com a vitória na competição, além de iniciar a retomada para sair do Z4. Melhor pros gaúchos, que depois de dois gols bem anulados pela arbitragem, com auxílio do VAR, fez 1 a 0 no finalzinho do jogo, com gol de Rodrigo Lindoso.

O confronto se concentrou essencialmente no sistema ofensivo do Colorado onde a equipe catarinense se mobilizava para bloquear os espaços e minar as armas do time gaúcho, com algumas jogadas de contraataques, sem oferecer perigo.

Algo que conseguia fazer de maneira positiva no princípio do jogo já que, em 15 minutos, a oportunidade mais aguda em que Tiepo trabalhou de maneira mais ativa foi em tabela onde Guerrero devolveu muito forte o passe de Wellington Silva e o arqueiro da Chape precisou se antecipar no lance para segurar firme.

Porém, o Inter também não apresentava eficiência no acabamento das tentativas e encontrou claras dificuldades em passar pela “parede verde” adversária. Mas um passe em profundidade dado por Nico López é desviado parcialmente por Guerrero e cai nos pés de Wellington Silva que, cara a cara com Tiepo, bateu rasteiro no canto esquerdo abrindo a contagem. Porém, após a revisão do VAR, foi dado impedimento do camisa 11 Colorado e o tento foi anulado no Beira-Rio.

Com menor frequência ofensiva do que conseguia mesmo em meio as dificuldades da etapa inicial, Odair tentou dar mais armas a equipe colocando Neilton na vaga de Uendel e recuando Patrick para a lateral-esquerda. A mudança foi efetiva já que, principalmente por aquele setor, as jogadas começaram a aparecer dando espaço para chutes de Wellington Silva e, principalmente, de Neilton batendo com perigo ao lado direito da meta da Chape.

INUSITADO

Já na parte final do confronto, se a ideia era renovar o sistema defensivo por parte da Chapecoense, questões físicas acabaram obrigando Marquinhos Santos a fazer duas mudanças na zaga em dois minutos. Com Rafael Pereira saindo para entrar Douglas, logo na sequência Gum não teve mais condições de jogo e deu vaga a Maurício Ramos.

O lado da origem da jogada se inverteu e as tentativas mais intensas de infiltrar na zaga da Chape foram novamente efetivas quando Nico López cruzou, Guilherme Parede escorou para Neilton desengasgar o torcedor Colorado no Beira-Rio. Porém, novamente em revisão do árbitro de vídeo, o tento foi anulado por falta de Edenilson em Bruno Pacheco.

UFA… VALEU

Após já ter levado perigo em chute de primeira defendido de maneira maravilhosa por Tiepo, em cobrança de escanteio Rodrigo Lindoso aproveitou a cabeçada de Moledo e tocou de perna esquerda pra balançar as redes. Desabafo do meio-campista na comemoração e do próprio torcedor do Colorado, ambos voltados a arbitragem. (Com Informações do Terra)

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios