DestaqueGeral

ACIC quer novos voos para o aeroporto de Chapecó

Estudos e análises para a criação e instalação de novas linhas aéreas tendo o Aeroporto Municipal Engenheiro Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó, como ponto de partida ou de escala, foram solicitados pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) ao presidente da Azul Linhas Aéreas John Rodgerson.

A reivindicação da ACIC está embasada no visível aumento da demanda registrado em todas as companhias aéreas que operam em Chapecó e nas frequentes manifestações de usuários em favor de outras alternativas de ligações com as capitais e principais centros econômicos do sul, sudeste e centro-oeste brasileiro.

A entidade pede a manutenção dos atuais voos para Campinas (SP) e Florianópolis (SC) e a criação de outros.

No expediente encaminhado à empresa de transporte aéreo, o presidente Cidnei Luiz Barozzi expõe que, na condição de polo econômico, político e cultural de uma vasta região, formada por 200 municípios e 2 milhões de habitantes, Chapecó catalisa uma grande e crescente clientela das linhas aéreas.

Essa condição é atestada pelo registro de embarques, desembarques, aterrissagens e decolagens. Essa clientela – atualmente da ordem de meio milhão de passageiros/ano – será fortemente ampliada com a oferta de novas rotas, novos horários e novos destinos.

A ACIC também enfatiza que uma série de eventos econômicos – como as exposições e feiras Mercoagro, Fetranslog, Mercomóveis etc., além de feiras e eventos do agronegócio – potencializa a presença de visitantes a Chapecó, vindos do Brasil e do exterior, oportunizando bons negócios e intensificando a procura por transporte aéreo.

Atualmente, além da Azul, a GOL também mantém operação comercial regular em Chapecó.

Um fato que deve impulsionar o setor é a privatização do Aeroporto, de propriedade do Município. A Prefeitura de Chapecó já obteve a anuência da Secretaria da Aviação Civil (SAC) e do Governo de Santa Catarina para realizar o processo de concessão da administração do Aeroporto para a iniciativa privada. O edital que estabelece as exigências e as condições para a concessão está em análise no Tribunal de Contas do Estado. Um dos aspectos que a ACIC julga positivo é o compromisso do concessionário em fazer investimentos iniciais da ordem de R$ 10 milhões no aeródromo. (Informações MB Comunicação).

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios