GeralInternacional

Morre o ex-primeiro-ministro japonês Yasuhiro Nakasone

Yasuhiro Nakasone foi o primeiro premiê no período pós-guerra a visitar oficialmente o Santuário Yasukuni, em Tóquio, que homenageia os japoneses mortos em conflitos, incluindo líderes condenados por crimes de guerra após a Segunda Guerra Mundial. Ele nasceu na cidade de Takasaki, província de Gunma, em 1918 e se formou na Universidade Imperial de Tóquio em 1941. Ele atuou no então Ministério do Interior, e serviu como oficial da Marinha durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1947, disputou uma cadeira na Câmara Baixa do Parlamento a partir do antigo 3º distrito eleitoral de Gunma. Ele foi eleito 20 vezes consecutivamente.

Em 1959, Nakasone conseguiu seu primeiro posto no gabinete como chefe da agência de ciência e tecnologia no governo do então premiê Nobusuke Kishi.

Mais tarde, ele atuou como chefe da Agência da Defesa, ministro dos Transportes, ministro do Comércio e Indústria, além de secretário-geral e presidente do conselho geral do Partido Liberal Democrático.

Nakasone se tornou o 71º primeiro-ministro do Japão em novembro de 1982.

Após se retirar do mundo político em 2003, Nakasone trabalhou como chefe de um instituto de pesquisa sobre segurança nacional e intercâmbios internacionais, e continuou a se manifestar sobre assuntos internos e diplomacia. Ele foi um grande defensor de emenda à Constituição, e atuou como chefe de um grupo suprapartidário, formado por legisladores, com o objetivo de estabelecer uma nova Constituição no Japão. (Fonte Agência Brasil).

Quer receber Notícias como esta no seu WhatasApp?
Clique no link: https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios