DestaqueGeral

Entidades do Extremo Oeste recebem mais de meio milhão do Poder Judiciário

O Poder Judiciário reforçou seu compromisso social, neste mês de outubro, com o repasse de mais de meio milhão de reais de verbas de transações e penas pecuniárias em favor de entidades sociais de oito municípios do extremo oeste do Estado. Na comarca de São Miguel do Oeste, por exemplo, foram beneficiados 38 projetos, com a transferência de R$ 481 mil.

O dinheiro será utilizado por entidades sociais dos municípios atendidos pela comarca (São Miguel do Oeste, Guaraciaba, Paraíso, Bandeirante e Barra Bonita). A verba é oriunda do Fundo de Transações Penais, que é o acumulado dos pagamentos de acordos ou sentenças judiciais para acusados de crimes de menor gravidade.

A assinatura dos convênios com as entidades aconteceu no Salão do Tribunal do Júri do fórum da comarca. A solenidade foi conduzida pelo juiz Márcio Cristofoli, titular da Vara Criminal e diretor do foro. O valor repassado foi recolhido entre 2018 e 2019 e representa quase o dobro do montante destinado na última edição (R$ 233 mil). O projeto apresentado pela Prefeitura Municipal de São Miguel do Oeste para construção de casas populares foi o que recebeu o maior montante: R$ 151 mil.

Já na comarca de Descanso, foi possível beneficiar 18 projetos de entidades dos municípios de Descanso, Belmonte e Santa Helena. Ao todo foram distribuídos mais de R$ 88 mil. Os representantes das entidades assinaram o termo de convênio no Salão do Tribunal do Júri da comarca. A Polícia Militar de Santa Helena teve contemplado o projeto de maior valor, R$ 9.013,64.

O juiz da Vara Única de Descanso, Felipe Nóbrega Silva, expedirá os alvarás necessários para a liberação dos valores. O repasse deve acontecer nos próximos dias. “É uma maneira de devolver benefícios para a sociedade lesada pelas atitudes dos apenados que causaram algum tipo de prejuízo ao bem comum”, avalia o magistrado.

Inscrições

As inscrições para receber os valores são feitas sempre no mês de abril de cada ano. Para tanto, é necessário protocolar um projeto descrevendo a utilização do dinheiro, caso seja selecionado. Podem participar entidades com fundo de interesse social que recebem sentenciados para colaborar com a ressocialização do preso através do trabalho. Outro requisito é que a entidade atenda a comunidade nos setores de segurança, saúde ou educação.​ (Informações Núcleo de Comunicação Institucional – NCI – Comarca de Chapecó).

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios