Geral

Celulares atrasam uma hora mesmo sem horário de verão

Usuários relataram nas redes sociais que os seus relógios de seus aparelhos celulares foi atrasado em uma hora neste domingo (16), que seria o fim do horário de verão, se ele ainda estivesse em vigor.

O problema já havia acontecido em outras datas do ano passado: no fim de semana de 19 e 20 de outubro, data padrão da mudança, e também em 3 de novembro. A reprogramação já era prevista, porque o horário de verão em 2018 teve início no primeiro fim de semana de novembro.

O decreto que revogou o horário de verão foi assinado em abril de 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, a medida segue estudos que analisaram a economia de energia no período e como o relógio biológico da população é afetado.

No ano passado, o Google publicou um anúncio oficial recomendando que usuários de Android no Brasil alterassem as configurações automáticas de data e hora; saiba como fazer isso. O Google sugeriu manter a desativação até este domingo, dia 16 de fevereiro.

Também em 2019, as operadoras de telefonia disseram que tinham “desprogramado a alteração” em suas plataformas, “de acordo com o novo decreto presidencial”. Mas, mesmo assim, alguns usuários constataram a mudança de horário automática em seus aparelhos.

Saiba corrigir

 

Nos aparelhos Android

  1. Toque no ícone “Configurar”;
  2. Toque na opção “Data e hora”;
  3. Desmarque a opção “Data e hora automáticas”
  4. Configure manualmente a hora correta

No iPhone

  1. Acesse a tela principal e toque na opção “Ajustes”
  2. Toque na opção “Geral”
  3. Toque na opção “Data e Hora”
  4. Desabilite a opção de configuração do relógio “Automaticamente”
  5. Configure manualmente o horário correto.

(Fonte G1).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios