Destaque

Um dos principais fabricantes de cédulas falsas do país é preso em SC com R$ 23 mil

A casa caiu para um dos principais falsificadores de cédulas de dinheiro do país. A Polícia Federal (PF) prendeu o criminoso, de 54 anos, que não teve deu nome divulgado, em Araranguá (SC). O falsificador era procurado pelas autoridades há cinco anos e foi preso quando viajava de automóvel para o Rio Grande do Sul, nesta sexta (30). A polícia apreendeu R$ 23 mil reais que estavam no veículo.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp

A PF também cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Viamão, onde foi encontrado produto possivelmente utilizado na fabricação de notas. O suspeito foi conduzido à Superintendência da Polícia Federal e será encaminhado ao sistema prisional para cumprimento da pena.

O homem de 54 anos e natural de Cachoeira do Sul (RS) era procurado pela PF desde 2016. Ele havia sido preso em 2014 e condenado. Dois anos depois, foi posto em liberdade pela justiça com a utilização de tornozeleira eletrônica, mas conseguiu escapar do monitoramento. Da Rede Web TV/Com Litoral Sul Notícias

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios