Polícia

Suspeito de estupro é preso pela Polícia Civil de Chapecó

Na tarde desta quinta (9), um indivíduo de 31 anos de idade foi preso, em uma via pública no Bairro Seminário, em Chapecó (SC). A prisão foi efetuada por policiais civis, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI).

O homem, que tem extensa ficha criminal, responde inquérito relativo ao estupro de uma adolescente, ocorrido em abril deste ano, no Bairro Progresso, em Chapecó. Na ocasião, o autor teria invadido a residência da vítima, de 16 anos, e praticado os abusos.

Após investigações que permitiram a identificação do suspeito, a Polícia Civil representou pela decretação da sua prisão preventiva, sendo o pleito deferido pelo Poder Judiciário.

Imediatamente, a equipe de investigações passou a realizar buscas, identificando a sua localização e o prendendo no dia seguinte ao da expedição do mandado.

Trata-se de indivíduo com extenso histórico criminal, registrando dezenas de passagens por crimes como estupro, porte de arma, furto e lesão corporal.

Receba Notícias no seu WhatasApp
https://chat.whatsapp.com/J4WlEehakUP9cOsnsHJ4Ng
🤳

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios