Destaque

SOS CHAPECÓ: Campanha de entidades empresariais apresenta balanço

Três dias após lançar uma campanha emergencial de apoio às ações do poder público em decorrência do expressivo aumento de casos e mortes pelo coronavírus, o Centro Empresarial de Chapecó (CEC) apresentou uma prévia dos encaminhamentos até esta quarta (24). Foram indicados os recursos levantados na campanha “SOS Chapecó e Região” e as iniciativas voltadas para contribuir com medidas que a administração pública, devido a exigências legais, nem sempre pode providenciar de forma ágil.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Uma das definições compreende a destinação de parte do que for arrecadado para a montagem de ambulatório emergencial no Centro de Eventos Plínio Arlindo De Nes. Foi mantido contato com o secretário Municipal da Saúde, Luiz Carlos Balsan, para a indicação das necessidades materiais, de forma que o Centro Empresarial possa participar da compra diretamente. Nesse sentido, o presidente do CEC, Cidnei Luiz Barozzi, indica que será formado um grupo especial para tratar do assunto. Além disso, foi decidido, com o presidente do Observatório Social de Chapecó, Mário Miranda, que essa instituição fará o acompanhamento do respectivo fluxo, ou seja, aquisição, entrega e conferência.

No primeiro balanço prévio divulgado na tarde desta quarta-feira, até às 15h50 já havia a doação de recursos da ordem de R$ 320.415,39. São originários das 16 entidades e sindicatos empresariais que fazem parte do CEC, bem como de empresas dos respectivos setores, fornecedores e pessoas físicas.
Doações de qualquer valor podem ser feitas por empresas e pessoas físicas, por meio do Sicredi (748), agência 0258, conta corrente 71014-8, PIX 73211385000100, CNPJ 73.211.385/0001-00 (Centro Empresarial).

Também pode ser utilizado para doações o Sicoob (756), agência 3069, conta corrente 275.540-8, PIX 49984222332, igualmente em nome do Centro Empresarial de Chapecó. Extra Comunica

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios