Polícia

Soldado morta em confronto com criminosos será velada nesta terça

A soldado Marciele Renata dos Santos Alves, morta em confronto com criminosos nesta segunda (25), será sepultada em Cachoeira do Sul – cidade onde nasceu em junho de 1991. O velório está marcado para as 10h desta terça (26). Já o sepultamento está previsto para as 17h, no cemitério municipal.

 

Ela era de alto padrão técnico”, declarou o comandante da BM no Vale do Rio Pardo, coronel Valmir José Reis.

Foi justamente pela qualificação que a soldado foi uma das primeiras mulheres a ingressar no Pelotão de Operações Especiais. Antes, ainda atuou no serviço de inteligência, onde substitui seu pai, hoje sargento da reserva.

Marciele foi a primeira mulher policial a morrer em serviço desde 1986, quando a BM passou a permitir o ingresso delas na corporação.

Confronto BM e bandidos

O confronto entre a Brigada Militar e um grupo que roubou carros deixou quatro mortos na tarde desta segunda (25), em Sério, no Vale do Rio Taquari. Seriam três suspeitos e a policial militar Soldado Marciele Renata dos Santos Alves, 28 anos.

Conforme a Polícia Civil, os policiais estavam atrás de um grupo que roubou três Hilux. A perseguição teve início em Venâncio Aires, no Vale do Rio do Pardo. PMs do POE fizeram barreira e tentaram abordar a picape. Neste momento, conforme a BM, houve a primeira troca de tiros, que deixou dois suspeitos mortos. Na tentativa de fuga, eles colidiram o veículo roubado em viatura da BM, e a policial militar foi atropelada.

O segundo confronto teria ocorrido com outros integrantes do grupo que teria roubado os veículos, que estavam em um Celta. No tiroteio, um terceiro suspeito morreu e outro ficou ferido. Marciele chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.

Outro crime de repercussão

No começo do mês a cidade já havia sido impactada por outro crime: um homem ingressou em um salão comunitário e atirou contra um grupo de amigos que jogava cartas, matando três pessoas e ferindo outras duas.

Por volta das 15h30 do dia 3, Vanderlei Matthes, 32 anos, disparou ao menos 42 tiros contra um grupo de homens que estava em um salão comunitário em Arroio Abelha, no interior de Sério. Os tiros mataram Imério Ferri, 66 anos, seu filho Odair Ferri, 38, e Cesar Mario Verruck, 46, e feriram Alécio José Ferri, 60, e Valdemiro Matthes, 58, pai do atirador. (Fonte Gaúcha ZH).

Quer receber Notícias como esta no seu WhatasApp?
Clique no link: https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios