DestaqueInternacional

Site expõe suposto áudio de médico de Maradona, dizendo que ex-craque iria morrer

O site Infobae, da Argentina, afirmou que teve acesso às conversas do celular do médico Leopoldo Luque, que foi confiscado pela Justiça devido às investigações das causa da morte de Maradona, no dia 25 de novembro de 2020. As mensagens entre o  neurocirurgião, a psiquiatra Agustina Cosachov e contatos do médico mostram qual teriam sido as reações do médico ao saber do estado de saúde do ídolo argentino. Luque foi o responsável por operar cabeça de ex-jogador, 23 dias antes dele morrer.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A psiquiatra Augustina Casochov e psicólogo Carlos Díaz foram os primeiros profissionais a encontrar Maradona agonizando no dia da morte do craque e chamaram ambulância.  Ela avisou para Luque. “Quando chegamos ele não respirava, não tinha pulso. Parecia morto, Leo. Agora, ele está com a equipe (da ambulância), estão ressuscitando com uma linha e intubando. Mas passamos uns dez, quinze minutos fazendo nós mesmos porque a ambulância não chegava”, teria mandado a médica para o neurocirurgião, que estava há cerca de 40 minutos longe da casa onde estava o ex-jogador de futebol.

Luque teria ignorado estado de saúde de Maradona e dito: “Avise-me se eles (pessoas da família de Maradona) estão com raiva de nós”.

Luque também teria tentado acalmar Augustina: “Não se preocupe. Tente descer. É assim, é assim. Ele é um paciente complexo e bom, o que quer que tenha que acontecer, vai acontecer. Vamos estar lá para bancar o que vier.” A conversa entre os médicos acaba quando ela avisa: “Morreu, Leo”, que responde “Ok”.

Enquanto isso, Luque teria mantido conversas com outro médico. “Não se preocupe, estou no rodovia já. Parece que ele está morto. Poste que ele está morto”.

O neurocirurgião recebe uma pergunta de outro contato, não revelado, com uma foto da tela de uma TV anunciando morte do eterno camisa 10 e ele teria respondido. “Sim, idiota, parece que ele fez uma parada cardiorrespiratória e o Gordo morreu cag**do. Não tenho ideia do que ele fez. Eu vou lá”.

O site também revelou conversas em que o médico teria ofendido Jana Maradona, filha do ídolo argentino com Valéria Salabian, que pretendia tirar o pai da casa onde ele estava para interná-lo em uma clínica especializada.

“Jana é uma idiota de m***. Isso é exatamente o que estou lhe dizendo. Ela quer interná-lo”. E teria recebido a respota: “O que dizem as outras filha?” e Luque teria dito: “Diego vai mandar todas c**ar”.

Dalma Maradona, outra filha do craque, falou sobre as publicações do site. “Luque, você é um F*P e espero que a Justiça seja feita. Mas não vamos ignorar que quem o apresentou a meu pai, o contratou e lhe paga um salário é Matías Morla (advogado de Maradona)”, escreveu Dalma em conta do Instagram.

Leopoldo Luque e Agustina Cosachov estão sendo investigados pela Justiça da Argentina e estão sendo acusados de homicídio culposo por negligência e imperícia médica a Maradona.

O Infobae teve tido acesso a outras conversas que serviriam de prova para acusação. A troca de mensagens com médico que visitou Maradona no dia 18 de novembro e apontada como fundamental. “Oi Leo. Ele está na cama há 48 horas, humor péssimo. Domingo estava impecável, paracia o Diego de 86 (ano que ganhou Copa do Mundo para Argentina). Agustina vai colocar mais remédio para um transtorno bipolar, parece que tá voltando. Também está muito inchado”, relatou o profissional após visita.

Leopoldo Luque teria respondido: “Ele está inchado porque está muito deitado. Não vou levá-lo ao médico. Ele precisa de espaço”.

Outro fato apontado pelo site de notícias que será investigado pela Justiça é que a equipe médica que atendia Maradona não tinha um cardiologista. Mesmo com histórico de doenças cardíacas, o ex-atleta não recebia visitas regulares de um especialista, que estava na casa em que morreu, em Tigres.

No dia 22 de janeiro, a Procuradoria da Argentina confirmou que Leopoldo Luque  falsificou a assinatura do ex-jogador para obter histórico clínico eterno camisa 10 argentino. Do R7

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios