EntretenimentoGeral

Senac SC e Observatório da Gastronomia lançam o projeto “Regionalidades que geram renda”

Trabalhar em casa e ter o próprio negócio já era a realidade de muitos empreendedores. Com a pandemia e o isolamento social, esta modalidade acabou se transformando na única opção para muitas pessoas – seja pela perda do emprego ou diminuição de salário, seja pela flexibilidade de horários ou para poder cuidar dos filhos. Pensando nisso, o Senac SC e o Observatório da Gastronomia criaram o projeto “Regionalidades que geram renda”: uma série de vídeos que trabalha com ingredientes regionais, para quem deseja empreender e complementar a renda ou simplesmente quer aprimorar as técnicas na cozinha.

“A intenção de fazer esses vídeos foi motivada pela necessidade de levar informação sobre preparo de produtos alimentícios e que sejam de fácil comercialização, buscando auxiliar pessoas que desejam empreender por meio da gastronomia.”, destaca Juliana Côco, coordenadora dos cursos de Gastronomia do Senac SC. As videoaulas, produzidas com professores da instituição, ensinam desde a inovação no uso do ingrediente até o preparo do alimento, além de noções de como empreender e dar os primeiros passos no negócio. Serão destacados também, a importância das boas práticas de higiene e segurança na manipulação de alimentos.

Ingredientes regionais

Além de estimular o empreendedorismo por meio da produção de alimentos, o projeto também valoriza os ingredientes regionais. As receitas utilizam insumos da estação e que são facilmente encontrados em Santa Catarina. “A importância de se trabalhar com produtos locais vai além das adversidades impostas pelo momento. Trabalhar com esses insumos possibilita encontrar preços mais baixos, com melhor qualidade, além de incentivar a agricultura sustentável e a economia local”, afirma Nathália Bernardinetti, responsável pelo Observatório da Gastronomia.

Ao todo são cinco receitas que utilizam como princípio a regionalidade, a sazonalidade e a produção em Santa Catarina. O primeiro vídeo da série, gravado com a chef Renata Tremea, foi ao ar no último dia 4, apresenta um pão aromatizado com alfavaca, ingrediente muito utilizado no preparo de peixes e frutos do mar, mas que aqui ganha outro destaque. Os vídeos mostram que, com técnicas simples e alguns segredos culinários, é possível transformar receitas tradicionais em produtos com valor agregado e de fácil comercialização.

Os vídeos com o passo a passo de diversas receitas ensinadas por chefs e professores da instituição estão disponíveis no canal do Observatório da Gastronomia.

Confira o cronograma da websérie:

09/06 – Orientações para quem quer empreender em serviços de alimentação – Isaura Hammerschmitt Clemente

09/06 – Brigadeiro de Pinhão – Ana Paula Lang

16/06 – Geleia de Morango – Marília Valls

23/06 – Bem casado com recheio de brigadeiro de maracujá – Esmael Queiroz

30/06 – Empadão de frutos do mar –  Renata Tremea

Além das videoaulas e do material no blog do Observatório, o projeto também conta  lives com os chefs que produziram as receitas. Durante o bate papo ao vivo, os chefs vão discutir as possibilidades de uso dos ingredientes regionais abordados na websérie e tirar dúvidas sobre as receitas.

As lives acontecem toda segunda-feira, no Instagram do Observatório da Gastronomia. A primeira será no dia 08 de junho, às 14h, com a chef Renata Tremea.

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link: https://chat.whatsapp.com/J4WlEehakUP9cOsnsHJ4Ng

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios