Destaque

Segmento industrial coloca SCGÁS como a melhor prestadora de serviços públicos do estado

Pesquisa promovida pela Promáxima Gestão Empresarial, a pedido da SCGÁS, revela que as indústrias consumidoras de gás natural classificam a distribuidora como a melhor prestadora de serviços públicos de Santa Catarina. O objetivo foi avaliar a visão do segmento industrial sobre a empresa em relação às demais e principais prestadores de serviços públicos do Estado, além de medir sua posição em relação a diversos atributos de prestação de serviço e relacionamento com os clientes. Entre as entidades pesquisadas estavam também o Corpo de Bombeiros, que historicamente apresenta índices acima da média na percepção da sociedade, Defesa Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, Celesc, Detran e Casan.

Os pesquisados analisaram 17 atributos – competência, eficiência,  comprometimento, ética, modernidade e inovação, funcionamento adequado das instalações, liderança de mercado, capacidade de expansão, confiança, qualidade do produto, preço, proximidade com a população, qualidade no atendimento, respeito ao cliente, respeito ao meio ambiente, segurança nas instalações e transparência. A SCGÁS ficou em primeiro lugar em 16 destes atributos, liderando na média com índice acima de 90%.

Em relação ao grau de conhecimento sobre a SCGÁS, 60% das indústrias demonstraram conhecer bem o produto e os serviços oferecidos pela distribuidora. Em comparação com a concorrência 67% avaliam que a SCGÁS tem uma qualidade superior às demais empresas. Quanto à proximidade, a pesquisa apontou que 67% também acreditam que a companhia mantém relação muito próxima de seus clientes. Com base no método Net Promoter Score, utilizado para mensurar o grau de satisfação e de fidelidade dos consumidores, 74% dos entrevistados avaliam a SCGÁS com nota 9 ou 10, continuariam utilizando os produtos e serviços da empresa, além de recomendar seus serviços para as entidades de sua relação.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios