Destaque

Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente apresenta relatório de atividades

O relatório anual das ações do Poder Público Municipal de Chapecó nas áreas da Agricultura e Meio Ambiente robustece a força das atividades produtivas do campo e a pujança do agronegócio chapecoense. Os números de 2019 são uma prestação de contas dos serviços realizados para atender àqueles que plantam, colhem e produzem alimentos de primeira qualidade, que chegam a mais de 60 países. Muitas das ações contaram com o envolvimento de outras áreas da Administração Municipal, visando o Desenvolvimento Rural de Chapecó.

Sedema em Números:

Programa Água Boa

O objetivo é o desenvolvimento sustentável com uma melhor qualidade ambiental e de vida da população, por meio de um conjunto de atividades planejadas de recuperação, melhorias e conservação da qualidade dos recursos hídricos, florestais e do solo.

  • Abastecimento de Água pelo Aquífero Guarani: 266 famílias atendidas desde 2017 nas seguintes comunidades: Baronesa da Limeira, Alto Baronesa e São Roque;
  • Abastecimento por Águas Superficiais: 675 famílias nos últimos seis anos (2014  a 2019);
  • Número de Fontes construídas: 66, atendendo 91 famílias;
  • Serviço de construção de Redes de Água: 454 famílias beneficiadas nos últimos cinco anos (2015 a 2019);
  • Abastecimento de Água com Poços Profundos: 1068 famílias contempladas , mais 500 estudantes, de 2014 a 2019.
  • 21 atividades de Educação Ambiental realizadas.

Resumo Geral de Abastecimento de Água em 2019:

– Construção de Redes: 06

– Poços Artesianos Perfurados e Contratados: 06

– Fontes Superficiais: 66

*** TOTAL DE NOVAS FAMÍLIAS ATENDIDAS SOMENTE EM 2019: 310

Estradas Rurais

Hoje existem aproximadamente 1.500 km de estradas de chão no interior de Chapecó, onde cerca de 2.000 pessoas recebem produtos, especialmente insumos, e escoam suas produções, além de 68 veículos que transportam, via 38 rotas, 1.532 alunos para escolas estaduais e 1.706 estudantes para escolas municipais.

Para o trabalho de manutenção e recuperação das estradas do interior, o Município dispõe de quatro conjuntos de equipamentos, um para cada quadrante da cidade. Para esse trabalho, em 2019, foram utilizadas 7.596 cargas de cascalho e 1.158 tubos de concreto. Para o serviço de construção de fontes e fossas foram utilizadas 500 toneladas de pedras.

Assistência Técnica (Parceria com a Epagri)

– 830 famílias foram atendidas em 2.190 oportunidades, envolvendo atendimentos em escritórios, visitas, reuniões, oficinas, palestras, excursões e cursos;

– 141 famílias indígenas foram atendidas em 371 oportunidades;

– 24 entidades foram atendidas em 91 contatos;

– 431 toneladas de calcário foram distribuídas a 25 famílias;

– 1164 sacos de sementes de milho foram entregues em 276 propriedades;

– 12 kits forrageiros foram entregues a oito famílias, e um kits apicultura foi distribuído;

– Foram elaborados 45 projetos de crédito (custeio e investimento), sendo seis beneficiários no Programa Menos Juros, do Governo do Estado;

– 03 kits informática fornecidos a jovens rurais;

– 42 atendimentos do Correspondente Bancário Banco do Brasil (COBAN);

– 163 jovens atendidos em cursos, métodos de extensão rural e implantação de projetos;

– 02 Unidades de Observação da Cultura do Maracujá planejadas, instaladas e em acompanhamento;

– 22 Projetos elaborados, com recursos liberados, aplicados e acompanhados no Programa Federal de Fomento às Atividades Produtivas Rurais para famílias indígenas nas Aldeias Toldo Chimbangue e Condá.

Licenciamento Ambiental

Há seis anos a Diretoria do Meio Ambiente passou a emitir licenças ambientais e fazer a gestão florestal no Município – trabalho antes realizado exclusivamente pela Fundação do Meio Ambiente (FATMA), atual Instituto do Meio Ambiente (IMA). A emissão das autorizações, que antes demorava cerca de seis meses, hoje o Município consegue liberar em aproximadamente sete dias, se a documentação do solicitante atender à Legislação vigente.  O número de processos e solicitações tem aumentado ano a ano (conforme ilustra o gráfico abaixo). Relatório divulgado pela SEDEMA apontou 6.477 licenças ambientais entregues até o final de 2019, 1985 delas só no ano passado.

Feiras-Livres

Atualmente o Programa conta com 35 boxes ocupados e distribuídos em 06 pontos de feiras nas regiões da Efapi, Parque das Palmeiras, Presidente Médici, São Cristóvão, Bela Vista e Cristo Rei. 26 famílias de agricultores atuam diretamente nos espaços. Técnicos da Prefeitura e da Epagri realizam visitas de apoio semanalmente.

Feira do peixe

01 feira realizada com a comercialização de 50 toneladas de peixe.

Feira de Mudas

Em 2019 foram realizadas duas edições, em julho e setembro, da Feira de Flores, Orquídeas, Mudas Frutíferas, Produtos Coloniais e Artesanato. 34 famílias trabalharam, entre viveiristas, feirantes e artesãos. Nos dois eventos foi registrado um movimento de R$ 400 mil em negócios.

Serviço Municipal de Inspeção Sanitária

De 15 de novembro de 2018 a 14 de novembro de 2019 foram inspecionados 26.350 animais entre bovinos, bubalinos, suínos, ovinos e aves. Com relação a estabelecimentos, 46 passaram por inspeção periódica ou permanente.

Programa SOS Bezerros

Desde o início do Programa, em 2014, até dezembro de 2019, 1.561 bezerros foram entregues a novos produtores. Somente em 2019, 693 animais foram doados.  O Programa conta hoje com 60 doadores cadastrados e 190 receptores (produtores beneficiados). O SOS Bezerros evita o abate precoce dos bovinos, melhora a renda no campo e exalta a solidariedade entre os produtores.

GPS Rural Chapecó

O Projeto surgiu há três anos como alternativa para melhorar a segurança no meio rural e agilizar o atendimento emergencial dos órgãos de segurança e da área de saúde. A identificação e o mapeamento das rotas e das propriedades em um software contribuiu para a mobilidade dos atendentes e facilita a localização das propriedades.

Hoje, 273 propriedades estão monitoradas e com placas de identificação.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios