Destaque

SCGÁS atinge o marco de 300 clientes do segmento industrial

Neste mês de agosto a SCGÁS ligou a 300ª indústria à sua rede de distribuição em Santa Catarina. O marco foi concretizado com o início do fornecimento de gás natural para a Bovenau, indústria do segmento automotivo localizada em Laurentino, no Alto Vale do Itajaí.

A diversificada economia do Estado aliada à expansão da oferta e histórica tarifa competitiva praticada pela SCGÁS têm contribuído com o crescimento e manutenção da competitividade desse mercado. Nos últimos oito anos a Companhia ampliou o número de indústrias atendidas em 40%. Com a execução do seu maior pacote de obras, iniciado neste ano, até 2024 o segmento industrial deve ultrapassar 400 clientes.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Após duas décadas da primeira indústria atendida pela SCGÁS, a Döhler de Joinville, Santa Catarina se consolida como um dos Estados do país com o maior número de indústrias consumidoras de gás natural. Grandes marcas catarinenses de diversos segmentos são abastecidas pela Companhia, representando, segundo dados da Fiesc, mais de 50% do PIB industrial catarinense.

“Neste momento de desafios imposto pela pandemia, a SCGÁS renova seu compromisso com os catarinenses. Enquanto concessionária pública, temos a responsabilidade de interiorizar a oferta do gás natural para promover o desenvolvimento socioeconômico. Esta conquista nos motiva ainda mais a buscar as ambiciosas metas estabelecidas para os próximos anos em nosso plano de negócios”, afirma o presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios