DestaqueEntretenimento

São João do Oeste: um pedacinho da Alemanha no extremo oeste de SC

O município de São João do Oeste, no extremo oeste catarinense, prepara-se para receber nos próximos cinco anos mais de 200 mil turistas/ano. Para atingir esse objetivo tem investido em infraestrutura, na ampliação de atrativos e na qualificação da mão de obra local. O planejamento de expansão desse setor conta com consultoria especializada do Sebrae/SC.

A elaboração do Plano Municipal de Turismo iniciou em 2019 com a participação do Conselho Municipal de Turismo, da Administração Municipal e da comunidade local. Até o momento foram realizados o inventário turístico local e os seminários para debater estratégias de fomento desse segmento.

São João do Oeste conta com 700 leitos disponíveis, sendo 450 do Termas São João, 90 em hotéis e 160 nas 20 pousadas familiares aptas a receberem os visitantes. Com a construção do resort o número de leitos ampliará para 1.000, nos próximos anos.

“O nosso desafio também é ampliar o número de turistas durante a baixa temporada. Para atraí-los programamos eventos diferenciados que evidenciem nossos potenciais e investiremos no turismo rural”, antecipa o diretor da indústria, comércio e turismo Vanei Rogério Ritter.

Entre os eventos culturais estão Deutsche Woche (Semana Alemã); Weihnachtszeit (Tempo de Natal); Festioeste (Festival da Canção de São João do Oeste) e Erntedankfest (Festa em agradecimento a colheita).

Os visitantes também têm à disposição atrações consolidadas, como Termas São João; Igreja Matriz São João Berchmanns que é totalmente construída em madeira e considerado o maior santuário da América Latina; Praça Matriz; poço termal; Cervejaria FritzBier; Empório Lac Lelo; Albring Sistemas Agroflorestais (ASAs) e Gruta Nossa Senhora de Lourdes.

“O extremo oeste catarinense tem potencial para trabalhar o turismo, principalmente com ênfase na cultura e nas belezas naturais. O Sebrae/SC tem preparado os municípios para os novos investimentos seja do poder público ou da iniciativa privada e tem capacitado os empresários para receberem com excelência os visitantes. Outra contribuição é o fomento de políticas públicas e o fortalecimento da atuação dos Conselhos Municipais de Turismo”, destaca o gerente regional do Sebrae/SC no extremo oeste Udo Martin Trennepohl.

MUNICÍPIO

O município de São João do Oeste tem aproximadamente 6,4 mil habitantes e sua economia está baseada na agricultura, porém os setores da indústria, comércio, prestação de serviços e turismo apresentam crescimento. Aproximadamente 95% dos moradores fala e entende o dialeto alemão Hunsrück. Além disso, o município valoriza as tradições da cultura germânica.

De acordo com Ritter, em 1993 o setor agropecuário era responsável por 80,37% do movimento econômico, enquanto que indústria, comércio, telecomunicações, transporte, energia e turismo representam 19,63%. Para 2019, as estimativas são do setor agropecuário tenha redução para 65,27% e os demais setores apresentem crescimento para 34,73%. “Em cinco anos prevemos que a indústria, o comércio e o turismo represente 50% do movimento econômico local”, enfatizou.

TERMAS SÃO JOÃO

Em 2012, a nova gestão do empreendimento do Termas São João contratou uma consultoria especializada em turismo para elaborar o planejamento para os próximos dez anos. O trabalho foi desenvolvido com o foco em aumentar a ocupação, o tempo de permanência do turista, ampliar o ticket médio e reduzir a sazonalidade.

Com base no planejamento foram realizados investimentos nas acomodações, nas opções de entretenimento e lazer, na implantação do boliche, no espaço para eventos, na estrutura dos serviços, nas piscinas (internas e externas), no comércio interno (lojas, cantinas e restaurante) e no paisagismo.

Atualmente estão em execução os projetos de construção do resort, da ampliação das piscinas, do SPA (estética e saúde), do espaço gourmet e da praça gastronômica. Também está em elaboração o mapa de uso e ocupação.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios