DestaqueEconomia

Santa Catarina apresenta um pequeno crescimento na inadimplência

De acordo com dados do SPC – Serviço de Proteção ao Crédito e da FCDL/SC, Federação da Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina, a inadimplência no Comércio do estado, no mês de fevereiro, apresentou um pequeno crescimento, mas mesmo assim manteve-se muito próxima dos números de 2019. O levantamento mostrou que ao final de fevereiro de 2019, 15,7% da população adulta do estado possuía registro no SPC, contra 16,8% em 2020.

A boa notícia, é que em valores monetários os catarinenses estão devendo ao comércio 11% a menos que no ano passado e o mesmo cenário se repete quando se analisa a média dos valores devidos ao comércio que é de R$ 895,34 este ano, contra R$ 991,54 em fevereiro de 2019. Entre as faixas etárias, a que apresenta a maior quantidade de devedores é a dos 26 aos 35 anos de idade com 28,7% dos devedores, contra 11,2% de inadimplentes que possuem entre 56 até 99 anos.

Os dados do SPC e da FCDL/SC também demonstram que a maior quantidade de devedores no comércio é de consumidores do sexo feminino, com 54,9%, enquanto os homens representam 43,4% das pessoas com o nome no SPC no estado. Quando se observam os valores das dívidas do crediário, as mulheres também devem mais, e que representam 53,6% do valor da inadimplência registrada.

O presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer, explica que os dados do levantamento se referem principalmente às dívidas no crediário em compras no comércio varejista de bens e serviços. “Apesar de o estudo não considerar dívidas de cartão de crédito, financiamento automotivo e da casa própria, os indicadores são uma boa base para entender o comportamento da inadimplência. O balanço é realizado com dados reais do SPC-SC. (Fonte PalavraCom/FCDL).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios