Blogs e ColunasPolítica

RETICÊNCIAS: Eles querem repetir a dose

A incompetência, aliado ao sentimento de necessidade de tomada de decisão, promove em governantes atos desiquilibrados que tendem a prejudicar a população. Assim temos visto quando governadores e prefeitos fecham comércios e restringem horários sob pretexto de combater a Covid-19, mesmo com todas as demonstrações de ineficácia de tais medidas. Outros mandatários seguem a risca os desejos do Partido Comunista Chinês e dos globalistas, que tentam introduzir uma nova ordem mundial, buscando a qualquer custo a aplicação de vacinas, que rendem contratos bilionários, mesmo sem aprovação da Anvisa, o órgão nacional independente que regula os assuntos sanitários no Brasil, provando que nunca estiveram preocupados com a ciência, mas sim, com interesses obscuros.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A quarentena já se mostrou maléfica no contexto social. Além de não reduzir o número de infectados, atinge a economia, provocando recessão, desemprego e matando de fome muito mais do que o famigerado vírus. A Bélgica, que aplica um isolamento rigoroso com a utilização de drones para vigiar a população, está entre os países com o maior número de mortos por milhão de habitantes. Nossa vizinha Argentina, que teve a quarentena mais longa do mundo, apresenta dados constrangedores para os defensores do presidente Alberto Fernandez. O estado de São Paulo, governado por João Dória, que demonstra a cada dia mais sua sanha ditatorial, se fosse um país estaria entre os primeiros no número de mortos, mesmo com o isolamento intenso. Ainda, no estado mais populoso da Nação, ao contrário da Inglaterra que ampliou os horários do comércio para evitar aglomerações, o governador pretende reduzir os horários das lojas no Natal, com a tendência de reunir mais ainda quem ele diz defender com o isolamento e atingindo duramente os comerciantes que esperavam essa data para amenizar os impactos negativos provocados pela mão de ferro de Dória.

Não bastasse a destruição da economia, sob argumento de proteção da população, alguns governadores estão determinando que as famílias não se reúnam no Natal, a maior celebração do cristianismo, inclusive, com a autorização da entrada de policiais nas residências em que mais de seis pessoas estiverem juntas. E assim, em um misto de incompetência com tirania, muitos mandatários públicos vão levando à ruína nossa economia e assumindo um papel perigoso de comando, enquanto são aplaudidos por uma imprensa subserviente e assistidos por uma maioria silenciosa que não parece ter forças de se insurgir, nem para salvar a própria vida…

Eder Boaro – Instrutor Master Mind e colunista política

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios