DestaquePolítica

Regularização Fundiária é debatida na Câmara de Vereadores

Na tarde desta segunda-feira (23), atendendo ao requerimento do vereador Delvino Dall Rosa (MDB), o Poder Legislativo de Chapecó recebeu o Diretor-Geral de Modernização Administrativa e Regularização Fundiária, da Prefeitura de Chapecó, Diego Ferraz, acompanhado pela Monitora Social e advogada, Suzana Migotti e o Técnico em Agrimensura, Clauber Ribeiro.

Na oportunidade, o Diego explanou a cerca das ações realizadas para regularização fundiária, áreas/ocupações irregulares, famílias beneficiadas pela regularização e respondeu aos questionamentos dos vereadores. “Esta é uma forma de prestar contas do trabalho que a Prefeitura tem feito sobre esse assunto, informando os trâmites dos processos, custos, como funciona, os interessados e quem pode solicitar esse serviço”, destaca o diretor.

Conforme o Diego, atualmente, o órgão é encarregado pelos processos de 22 loteamentos, a maioria públicos. Recentemente, foram entregues 166 contratos de unidades habitacionais na Vila Betinho. Em breve, mais 500 lotes serão entregues no Loteamento de Marechal Bormann. Já estão aprovados os Loteamentos 25 de Julho, São Marcos e Esperança. Em fase final de aprovação, estão os Loteamentos Caçador, Dom José, Lajeado São José e Baixada dos Fortes.

Ainda, segundo o Diretor, as próximas entregas serão realizadas nos Loteamentos Pinheirinho, Morada Verde Vale, Juliana, Vale das Hortências 3, PSH São José, Alto Paraíso, Mariana, Nova Vida 2, Vila Néri, Girassol, Líder 2 e Rua Sarandi. “A Prefeitura está buscando concluir os processos das áreas irregulares do município. Porém, ao mesmo tempo, é preciso fazer um diagnóstico para que as próximas administrações possam dar continuidade ao trabalho”, encerra Diego.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios