Polícia

Quatro pessoas são presas pelo golpe do cartão clonado

A 1ª Delegacia de Polícia de Fronteira de Chapecó prendeu na tarde desta quinta (11), um homem e três mulheres que estavam aplicando o conhecido “golpe do motoboy” ou “golpe do cartão clonado” na cidade de Chapecó, todos entre 19 e 44 anos de idade, vindos do estado de São Paulo.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Os golpes começavam quando as vítimas, todas idosas, recebiam ligações telefônicas de uma pessoa se dizendo funcionária de um banco e que os cartões estariam clonados, sendo necessário o imediato cancelamento. Para isso, logo depois da ligação uma mulher ia até a residência das vítimas, coletava os cartões, que logo depois eram usados para saques no caixa eletrônico e nas máquinas de cartão. Os criminosos utilizaram um veículo Renault/Sandero de cor preta.

Após o recebimento de vários boletins de ocorrência que foram feitos pelas vítimas pelo site da Polícia Civil, a equipe de investigação iniciou ainda na terça-feira uma coleta de informações e monitoramento que levou à prisão dos quatro criminosos na tarde de hoje. Eles foram presos no centro de Chapecó e iriam embora na sexta-feira.

A Polícia Civil orienta mais uma vez que os bancos nunca irão mandar funcionários buscar cartões nas casas dos clientes e que jamais devem ser entregues senhas ou cartões a pessoas estranhas. Dessa vez os golpistas diziam que os policiais da 1ª DP de Chapecó iriam na casa retirar os cartões das vítimas, o que não passava de uma mentira para enganá-las.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios