DestaqueEventos

Quando a inteligência e a tecnologia resolvem problemas de uma prefeitura

Somente 0,3% dos municípios brasileiros possui uma gestão de excelência e cerca de 86% apresenta uma situação fiscal crítica ou difícil, segundo dados do Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro). Qual a solução para enfrentar o maior desafio atual, a falta de recursos? Inovar e modernizar a administração pública foi uma das respostas apresentadas pelo painel “Inovação na Gestão Pública”, dentro do seminário de Inovação e Tecnologia do Congresso de Prefeitos 2019.

Um dos principais eixos do evento deste ano foi abordar os novos fenômenos tecnológicos e como a inovação pode ajudar na gestão pública. O prefeito de Aracajú (Sergipe), Edvaldo Nogueira, falou do case de sucesso utilizando a tecnologia a favor da gestão de seu município. Segundo Edvaldo foi possível racionalizar gastos na prefeitura com a ajuda de um sistema online, pagar dívidas e colocar a capital na rota do crescimento.

Ao assumir seu mandato na capital sergipana, Nogueira comentou das dificuldades em organizar a gestão com déficits. “Entendi que fazer apenas o feijão com arroz não serviria mais, era hora de pensar fora da caixa e inovar”, conta.

Depois de análise da situação da prefeitura e de alinhar estrategicamente toda a gestão em torno dos resultados esperados, Nogueira resolveu investir em tecnologia como forma de otimizar os serviços. Além da instalação de 160km de fibra ótica para integrar as diversas áreas da prefeitura, uma plataforma de serviços online foi instalada e, agora, cidadãos podem acompanhar e participar da gestão de onde estiverem.

Prontuários eletrônicos e informações de saúde, matrículas online e sistema de gestão educacional, semaforização inteligente e a interação permanente com os cidadãos são alguns dos serviços inteligentes que transformaram a capacidade de gestão da cidade. “Precisamos trazer a modernidade que o mundo inteiro já utiliza para dentro do município. Precisamos nos adaptar aos novos tempos”, alerta. Com a economia gerada pela tecnologia, ideias inovadoras e uma administração baseada em resultados, Nogueira e sua equipe quitaram dívidas da prefeitura e alcançou status B na Secretaria do Tesouro Nacional, o que permitiu captar R$ 810 milhões de empréstimos depois de um ano de governo.

O diretor da FECAM, Rui Braun, destaca o quanto as experiências bem-sucedidas podem servir de exemplo e auxiliar as prefeituras a seguirem o mesmo caminho da gestão de Aracaju, independente se são pequenos, médios ou grandes municípios.

Também estavam presentes no painel o prefeito do município de Viana (Espírito Santo), o prefeito de São Martinho e presidente do Consórcio de Informática na Gestão Pública Municipal (Ciga), prefeito de São Martinho, Robson Jean Back, e o diretor de mercado da Softplan, Marcelo Fett, que fez um elogio à escolha do tema do Congresso: “É a primeira vez que vejo a discussão do uso da tecnologia na gestão pública ser apresentada com essa seriedade”. (Informações Ascom/Fecam).

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios