Público lota o 8º Encontro Brasileiro de Orquestras

O evento reuniu 11 orquestras de diversos lugares, além de estudantes de programas e do curso de Música da Unochapecó - FOTO Unochapecó

Mais uma vez, o público compareceu em peso para prestigiar o 8º Encontro Brasileiro de Orquestras. O evento, promovido pela Unochapecó em parceria com a Prefeitura Municipal, não foi grande só em quantidade de público, mas também em número de apresentações e de talento. Neste ano, 11 orquestras participaram do Encontro, que também contou com apresentações dos estudantes do programa Arte Cidadã, do projeto Musicando, e do curso de Música da Unochapecó.

A rápida procura pelos ingressos, que neste ano novamente foram trocados por 1kg de alimento não perecível, foi algo que impressionou e reforçou o gosto dos chapecoenses pela música instrumental. “O fato dos ingressos terem se esgotado mostra que o evento supera a expectativa do formato. Agora, o momento é de agradecer ao público que se antecipa e ao público que, mesmo sem ingressos, compreende e vibra com o sucesso deste evento”, conta o regente da Orquestra de Câmara da Unochapecó, professor Gustavo Pereira Malfatti.

Segundo Gustavo, foram apresentadas músicas para todos os gostos, com muita qualidade. “A Udesc nos deu uma aula de técnica e musicalidade. Xaxim caprichou nas apresentações e no carisma. A IPDAE de Porto Alegre com seu repertório impecável e sonoridades. A UTFPR além de bela, divertiu o público solando até com uma máquina de escrever. Videira, como sempre, vem e nos enche os ouvidos com um trabalho de alta qualidade e preciso. A Orquestra Sinfônica de Chapecó botou o público para cantar. Concertos de Erechim com sua história de 69 anos e Belas Artes de Erechim com o repertório de grande identificação com os jovens. A UPF trouxe a paixão da música do RS e mexeu com os corações saudosos do público. E Villa-Lobos, que encerrou a noite, encantou o público com o trabalho de grande qualidade, cores e sons de encher olhos, ouvidos e a alma”, relata. 

Além de todos visitantes, a anfitriã da noite, a Orquestra de Câmara da Unochapecó, auxiliou os convidados e abriu a noite espalhada pelo palco. “Podemos nos orgulhar da organização pois as orquestras visitantes nos remeteram elogios e estímulos sobre a importância e a qualidade do evento. Ficamos felizes por poder proporcionar à comunidade da nossa região uma noite tão memorável e feliz”, completa.

Primeira vez no palco

Neste ano teve início na Unochapecó o primeiro curso de Música da região. E os estudantes já tiveram a oportunidade de mostrar seus talentos durante o Encontro. Um deles, que nunca havia pisado no palco do evento nas edições anteriores, foi André Luiz Onghero. “Foi uma alegria muito grande participar do evento e, junto com os colegas da primeira turma do curso de Música da Unochapecó, mostrar um pouco do que podemos contribuir com a cultura de Chapecó”, relata.

Para o evento, a turma foi dividida em dois grupos, e cada um apresentou uma adaptação de músicas que são estudadas na disciplina de ‘História da Música’. “O Encontro é um evento muito importante para Chapecó e região, um grande incentivo para todos que estão se dedicando às orquestras e também aos estudantes de música, tanto da graduação como dos cursos de instrumentos. Para muitas pessoas, é um dos raros momentos em que têm acesso a apresentações de orquestras”, conclui o estudante. (Informações Unochapecó).