Política

PSB de Chapecó quer Vignatti candidato a prefeito

O presidente municipal do PSB de Chapecó, Auri Casalli, falou com exclusividade para o site Alô Notícias sobre os projetos do partido para esta eleição municipal. Conforme Casalli, o partido está trabalhando para que o ex-deputado federal Cláudio Vignatti seja o candidato a prefeito nesta eleição. “Sabemos da responsabilidade que Vignatti tem hoje, como presidente estadual do PSB, e a missão de reconstrução do PSB em nível estadual. Inicialmente, o partido trabalhava, sim, o nome da vereadora Marcilei Vignatti como pré-candidata a prefeita, mas após conversações com o partido e a sociedade chapecoense chegou-se à conclusão que Cláudio Vignatti tem que ser o candidato a prefeito, até mesmo pelo grande apelo de filiados dentro do PSB”, disse.

Conforme Casalli, Vignatti é um nome forte com uma excelente representatividade política e com acesso e trâmite em vários partidos. “Estamos em conversações com Vignatti para que ele se dedique um pouco menos ao trabalho estadual do partido e sim a sua pré-candidatura a prefeito. O PSB tem conversado com outros partidos, a exemplo do MDB, onde temos uma relação muito boa.  Com o PDT e em nível nacional estamos propondo uma Frente de Centro esquerda, mas o PSB está aberto e vai conversar com outros partidos, saindo do mesmo grupo que sempre disputou a eleição no município”, afirma.

Casalli alerta que o partido não vai conversar e nem fazer aliança com o PSD e o PSL. “Nosso objetivo é reunir partidos de oposição a este grupo que governa o município há décadas. O PSB passa por uma reestruturação e oxigenação por parte de novas lideranças que vieram para sigla, aliado ao seu tamanho, com 34 deputados federais, pensar em ir de vice-prefeito, isto não se cogita”, garante.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios