Projeto de estudantes de Arquitetura e Urbanismo é premiado em concurso

FOTO: Curso de Arquitetura e Urbanismo

A Universidade é o local para experimentar e colocar em prática as ideais. Mas, na maioria das vezes, os projetos desenvolvidos possuem um potencial além, capaz de ser reconhecido fora da Instituição. Um exemplo disso foi a experiência vivida pelos estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó, Gabriel Eusébio Vicentin Seibel e Maryon Brotto Rosado. Eles ficaram em segundo lugar numa competição realizada pelo Núcleo D de Chapecó, onde concorreram diversos estudantes da região.
O projeto vencedor, intitulado ‘Casa Raiz’, é uma proposta baseada, fundamentalmente, em proporcionar à família um lugar no mundo. Assim como uma planta necessita de suas raízes, a família em questão precisa do seu lugar para viver. O projeto arquitetônico consiste em uma residência de dois pavimentos, em que a topografia e a arquitetura se complementam, respeitando a paisagem, o entorno e as condicionantes ambientais. Buscou-se a dinamização das formas para representar os ramos enraizados, bem como aplicações de texturas que remetem aos aspectos da natureza. O paisagismo alia água e solo, elementos básicos para o desenvolver das raízes.

O trabalho foi desenvolvido por Gabriel no 3º semestre e adaptado pelos dois no fim do ano passado para concorrer ao concurso. Hoje estudantes do 5º período, eles contam que desenvolveram o conteúdo para o concurso em menos de dez dias. “Quando a coordenadora do curso divulgou o evento, faltavam dez dias para a entrega. Então, começamos a pensar no primeiro dia e depois iniciou a produção. O ‘Casa Raiz’ era um projeto residencial e a gente desenvolveu também o projeto paisagístico dele, pois não tem como desvincular estas duas partes. Mesmo assim, escolhemos a categoria residencial para concorrer, embora tivesse o enfoque no paisagismo”, explica Gabriel.

Para aperfeiçoar o projeto, os estudantes tiveram a orientação das professoras Karine Balzan e Gabriela Borges. “Foi uma surpresa quando saiu o resultado. Não estávamos esperando ficar entre os finalistas. Essa conquista é importante também, pois abre precedentes para que nossos colegas percam o medo de se arriscar em concursos. Muitos pensam que é necessário muito tempo para preparar algo e nós, em dez dias de muito trabalho, conseguimos a segunda colocação no concurso”, destaca Marion.

O resultado dos finalistas saiu em novembro e a divulgação do vencedor foi realizado em evento do Núcleo, no mês passado. Um dos membros da banca avaliadora foi Marcelo Rosenbaum, que realizou uma palestra em Chapecó, em outubro do ano passado.