Destaque

Projeto da SC-283 será entregue ao Governo do Estado

O secretário da Casa Civil, Douglas Borba, e o Secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, recebem amanhã o projeto para revitalização de parte da SC-283. Prefeitos, vice-prefeitos e lideranças das cidades que cortam a rodovia estarão na capital do Estado para participar da audiência, que foi marcada e articulada pelo deputado estadual Altair Silva. Depois, o documento será encaminhado ao Governador do Estado, Carlos Moises.

“Queremos entregar amanhã nas mãos dos Secretários o projeto. Estamos trabalhando para revitalizar toda a via. A situação é caótica, e o Governador já conhece e está ciente, mas precisamos criar uma força tarefa para revitalizar ela”, comentou Altair Silva, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa das Rodovias do Grande Oeste.

Construída nos anos 70, a via nunca foi revitalizada, apenas foi recuperada em alguns trechos. Conforme Altair, além da entrega do projeto que já existe, com detalhamento de parte da rodovia, a intenção é solicitar aos secretários a execução do projeto de todo o trecho de 233 quilômetros, além do asfaltamento entre Mondaí e Itapiranga, trecho que ainda não é pavimentado. “A falta de acostamentos, terceiras pistas, e os constantes buracos na via estão entre as principais reclamações da população oestina sobre a SC-283”, comentou Altair.

A SC-283 é considerada o eixo principal das agroindústrias, pois ao longo da sua extensão encontram-se unidades da BRF, JBS e Aurora, as três maiores agroindústrias do país. “É por essa via que passa grande parte da economia do Estado. É a maior área de industrialização de produtos de origem animal. Além disso, temos grandes empresas do setor têxtil, moveleiro e de vestuário”, destacou o parlamentar.

SC-283 na Alesc

Na Assembleia Legislativa, dezenas de documentos já foram apresentados. Entre as melhorias solicitadas ao trecho, operações tapa-buraco e roçadas. A via passa por Arabutã, Itá, Seara, Arvoredo, Chapecó, Concórdia, Guatambu, Itapiranga, Planalto Alegre, Águas de Chapecó, São Carlos, Palmitos, Caibi, Riqueza e Mondaí. “Além de passar por municípios estratégicos, a SC é uma importante conexão aos acessos com os Estados vizinhos, Rio Grande do Sul e Paraná, e até com a Argentina”, lembrou Altair.

Emenda para a SC-283

Em debate nas últimas semanas do ano no parlamento, o Orçamento de 2020 do Governo do Estado, recebeu duas emendas do deputado Altair para garantir a manutenção da SC-283, uma na Lei Orçamentaria Anual (LOA) e outra no Plano Plurianual (PPA) de 2020. “Queremos que pelo menos as manutenções necessárias sejam realizadas. O Governo quer garantir apenas 266 mil para o próximo ano, e a nossa emenda vai colocar mais R$ 12 milhões para 2020”, pontuou o autor.

Segundo as propostas, além do valor já garantido pelo Governo do Estado, a intenção é que para 2020 sejam disponibilizados R$ 12 milhões e, mais R$ 50 milhões para os próximos 4 anos, já que a Secretaria da Infraestrutura informou que aguarda um financiamento para que a rodovia possa ser revitalizada.

Entrega de Dossiê

Na última semana, o prefeito de Seara, Edemilson Canale, o Kiko, acompanhado pelo vereador Gilberto Gonçalves, o Betinho, entregaram um dossiê ao governador sobre a situação da SC-283. O documento foi elaborado pelas câmaras de vereadores de Seara e Itá, de forma conjunta, e traz todos os documentos já apresentados e aprovados nas casas legislativas nos últimos anos.

Audiências Públicas

Em setembro Altair foi proponente de duas audiências públicas, uma Mondaí e outra em Concórdia, para discutir o assunto. Nos eventos foram comuns os depoimentos e reclamações quanto às más condições de trafegabilidade e segurança da via, e também a dificuldade de permanência de empresas na região, devido à dificuldade no acesso, o que acaba por tirar as condições para que as pessoas permaneçam no campo e tenham emprego na cidade.

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/IqM6dk1CKP9BPRhRZlDv3E 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios