Projeto aproxima arte e cultura das comunidades do interior de Chapecó

2802
Fotos: Arquivo Nossa Maloca/PMC

Acontece neste final de semana na Linha Tafona, em Chapecó, o “Circuito de Arte e Cultura Rural”. A ação traz de maneira gratuita à comunidade apresentação de música, intervenção de poesia, exposição de artes visuais e espetáculo teatral. Tudo isso em contato com a natureza.

As atividades integram o Projeto “Nossa Maloca tem Histórias”, contemplado pelo Edital de Fomento e Circulação das Linguagens Artísticas de Chapecó. O objetivo é trazer um novo significado à zona rural do Município, fomentar o turismo cultural de eventos, além de descentralizar a oferta de apresentações culturais, fazendo com que aconteçam também nas comunidades do interior.

A programação traz às 17h o Espetáculo “El Dueto”, com Cia de La Curva, às 18h “Voz Mulheres” com grupo Vertigem de Ações Poéticas e às 19h samba com “Farofa Trio”. As apresentações podem ser apreciadas por todas as idades.

Além desse evento, o projeto prevê inúmeras atividades ao longo de 2019 com escolas públicas. Quatro instituições de ensino do campo irão visitar e participar das atividades no Sítio no decorrer do ano letivo. A intenção é contribuir para o processo de aprendizagem, formação de leitores, por meio de atividades de mediação de leitura, contação de histórias e oficinas, aproximando assim as comunidades rurais dos artistas chapecoenses.

O espaço conta com bosque, onde um palco oportuniza inúmeras apresentações, ‘casa da bruxa’ para tornar as histórias contadas ainda mais reais e o Teatro Rural Chica Pelega, o primeiro teatro rural da história de Chapecó. E, se não bastasse, uma biblioteca comunitária para as crianças da comunidade.

“É muito bom e importante ver esse movimento acontecendo, ver os artistas da nossa cidade criando, construindo e desenvolvendo ações que fazem a diferença na vida das pessoas. Esse projeto facilita e oportuniza o acesso aos bens culturais. A cultura, assim como a educação e o esporte, é uma incrível ferramenta de transformação social e poder ver isso acontecendo nos da ainda mais energia para que novas ações e projetos aconteçam”, enfatiza o Secretário de Cultura, Nemésio Carlos da Silva.