EntretenimentoPolícia

PRESO: Cantor Belo responderá por 4 crimes após show irregular

O delegado Gustavo de Mello de Castro, da Dcod (Delegacia de Repressão às Drogas), afirmou que o cantor Belo vai responder por infração de medida sanitária, crime de epidemia, invasão de prédio público e associação criminosa devido ao show realizado no último sábado (13) no pátio do Ciep 326 Professor César Pernetta, no complexo da Maré, zona norte do Rio. O cantor foi preso na tarde desta quarta (17) em Angra dos Reis, na Costa Verde.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Segundo o delegado, cabe a autuação por organização criminosa por Belo ter aceitado realizar um show em uma comunidade, além da invasão de uma escola com aglomeração de pessoas em meio à pandemia.

O delegado informou ainda que, na casa do cantor, foram apreendidos duas armas com registro vencido, cerca de R$ 40 mil em espécie, 3.500 euros e 1.000 dólares.

Após ser ouvido, Belo seguirá para a Polinter (Serviço de Polícia Interestadual) e ingressará no sistema prisional.

Além do cantor, dois sócios da produtora responsável pelo evento foram detidos na capital fluminense e em Macaé, no Norte do Estado. O quarto mandado de prisão pendente seria do chefe do tráfico de drogas da comunidade Parque União, de acordo com a Record TV Rio.

A Justiça decretou o bloqueio das contas dos presos e suspendeu as atividades da empresa que promoveu o evento.

Segundo a Polícia Civil, a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) não autorizou a realização do show, que teve “grande aglomeração de pessoas e risco de propagação e contaminação da covid-19”. Na ocasião, a Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública) afirmou que o estabelecimento onde o evento foi anunciado terá seus responsáveis identificados e responsabilizados pelo descumprimento das medidas de proteção à vida e pela falta de alvará de funcionamento do local. Do R7

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios