Política

Preocupado com a estiagem no oeste catarinense, Maldaner busca soluções

Em 2020, Santa Catarina sofreu uma das maiores instabilidades climáticas dos últimos anos, causando grandes prejuízos para os municípios e especialmente para os produtores rurais.  Agora, mais uma vez o oeste catarinense está passando por uma grave estiagem.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Preocupado com a situação dos municípios e especialmente dos produtores rurais que dependem muito de recursos governamentais para amenizar os prejuízos sofridos e dar sequência na sua produção, o deputado federal Celso Maldaner esteve em Brasília na última semana em busca de soluções.

No Ministério da Agricultura, em audiência com o secretário nacional de agricultura familiar e cooperativismo –  Fernando Schwanke, pediu atenção especial à destinação de recursos para os pequenos agricultores e agricultores familiares. Para ele, o Plano Safra é ideal para os produtores que tiveram suas safras afetadas, principalmente para que os produtores de milho e soja, possam receber subsídios que tendem a minimizar as danosas consequências sofridas. “A falta desses insumos prejudica toda a cadeia agropecuária e produtiva. Queremos que pequenos, médios e grandes produtores tenham as mesmas condições de acesso ao crédito”, explica o deputado.

Já no Ministério de Desenvolvimento Regional, esteve reunido com o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil – Alexandre Lucas Alves. Em vídeo postado nas redes sociais do deputado, Alexandre explica as medidas que os municípios devem tomar, a fim de decretar estado de emergência e enviar o processo ao sistema, e após ter o pedido reconhecido, ter acesso aos serviços prestados pela Defesa Civil, incluindo recursos para o combustível de caminhões ou locação de caminhões pipa, cestas básicas e outros.

“Para este ano, a Secretaria da Agricultura do Estado criou linhas de crédito e, com apoio da Assembleia Legislativa assegurou R$ 43,5 milhões para diminuir os prejuízos do agro. Deste mesmo modo, estamos pedindo ao governo federal a sua contribuição”, finaliza Maldaner.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios