DestaquePolítica

Prefeito de Araquari, Clenilton Pereira, assume a presidência da Fecam

O prefeito de Araquari, Clenilton Pereira (PSDB) assumiu a presidência da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). A eleição e posse foi realizada durante a quarta-feira, 20/1, em Florianópolis com a presença do governador do estado, Carlos Moisés; do prefeito anfitrião Gean Loureiro, de autoridades dos poderes legislativo e judiciário, além da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e gestores municipais. A Fecam representa os 295 municípios catarinenses.

Clenilton recebeu as boas-vindas do então presidente, ex-prefeito de Rodeio, Paulinho Weiss (PT), que resumiu ações que marcaram os últimos meses de atividades com o municipalismo catarinense. A principal delas, segundo Paulinho, o desafio dos gestores públicos na gestão da pandemia do Coronavírus, na busca dos municípios catarinenses pela vacina contra a Covid-19, sendo a primeira federação municipalista no Brasil a assinar um protocolo de intenções para acesso à Coronavac. Paulinho destacou as parcerias com o governo do estado, principalmente a do plano de Contingência na Educação, área bastante afetada pela pandemia. “Encerramos esse mandato com muitos desafios e eficiência construída junto com o corpo técnico da Fecam. Agora, com a vacina permitida, os gestores públicos municipais têm novos desafios. O principal deles é garantir a segurança sanitária à população”, destacou o ex-presidente.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Clenilton Pereira representa a região da Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) e foi reeleito prefeito de Araquari com 82% dos votos nas eleições de 2020. Aos 43 anos, dedicou 20 deles à vida pública. Foi o mais jovem a assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores do município, ocupando o cargo de vereador por três vezes. Sua formação é em Marketing. Já foi presidente da Câmara de Vereadores, subprefeito da região do Itapocu, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e vice-prefeito.

No comando da Fecam, Clenilton reforçou a importância da sintonia com os poderes e entidades na defesa de ações e projetos que fortalecem a gestão nas prefeituras catarinenses e contribuem para melhorar o atendimento aos cidadãos. “Junto com a nossa executiva faremos parcerias, buscando tecnologia, inovação e troca de experiências bem sucedidas”, disse, reforçando que os pequenos municípios merecem atenção, considerando que dos 295 municípios, 166 deles tem menos de 10 mil habitantes e pouca estrutura para novos projetos.

Sobre o enfrentamento à Covid-19, Clenilton informou que, em contato com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) a avaliação é positiva deste primeiro momento de vacinação em todos os municípios. “O Governo Federal adquire as vacinas, o Estado faz a logística e orienta os prefeitos e os secretários de saúde a fazer todo o processo. O Estado e municípios estão sendo ágeis e trabalharemos para que seja assim”, informou.

O governador Carlos Moisés reafirmou o compromisso de estar presente nos municípios. Sobre recursos, informou sobre a transferência de cerca de R$ 600 milhões em emendas impositivas parlamentares. “Temos um projeto para os próximos dois anos de mais de R$ 10 bilhões em investimentos”, disse o governador.

PAULINHO Weiss, Clenilton Pereira, Governador Carlos Moises e Fred Guidoni – Foto Fecam

Homenagem – Durante a assembleia, Fecam homenageou o catarinense, ex-ministro de Turismo e atual secretário de Turismo de SP, Vinícius Lummertz e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas. Lummertz foi o articulador da assinatura do protocolo de intenções entre Fecam e Butantan para acesso à vacina Coronavac. Compareceu ao evento e enalteceu a disposição e proatividade da FecamM em ser a primeira entidade municipalista a assinar um protocolo de intenções com o Butantan. Ao assinar o protocolo (Fecam e Butantan) motivamos várias outras entidades a seguirem o mesmo passo. A iniciativa da Fecam teve relevância na tomada de posição do governo federal em adotar a vacina Coronavac, finalmente”, destacou.

Parceria com Associação Paulista – Outras iniciativas aproximam o Estado de Santa Catarina com São Paulo e começam a ser traçadas pela nova diretoria. A Fecam e a Associação Paulista de Municípios (APM) assinaram um protocolo de intenções para integrar boas práticas e bons projetos dos seus municípios – os 295 catarinenses e 645 de São Paulo, disponibilizados através de um banco de dados. O presidente da APM, Fred Guidoni, ex-prefeito de Campos do Jordão, participou da Assembleia da Fecam para assinatura da parceria e falou sobre as experiências da entidade.

“Queremos conhecer projetos e ações que deram certo, apropriar-se e aplicar esses conhecimentos e boas práticas. É uma forma direta de ajudar os seus associados e as cidades, levando melhor qualidade de vida aos cidadãos”, comentou. Segundo Fred, há perspectiva, de pactuar também com outros 24 estados brasileiros que não assinaram o protocolo. “Vamos buscar harmonizar com outros estados também, pois o que está em jogo é a preservação do municipalismo brasileiro. Precisamos trazer o município para o protagonismo da discussão do sistema político administrativo brasileiro”, explicou Fred.

Nova Executiva da Feacam – A nova composição da executiva da Fecam para a gestão 2021/2022 é pluripartidária, formada por prefeitos e prefeitas que representam as oito macrorregiões do Estado. Junto com o presidente e prefeito de Araquari, Clenilton Pereira (PSDB), assumiu a prefeita de Vargem (Amplasc), Milena Lopes Becher (PL), na vice-presidência; o prefeito de Blumenau (AMMVI), Mario Hildebrandt (Podemos) como segundo vice; o prefeito de São Carlos (Amosc), Rudi Miguel Sander (PP) para terceiro vice-presidente; o prefeito de Orleans (AMREC), Jorge Luiz Koch (MDB) para primeiro tesoureiro; o prefeito de Bombinhas (AMFRI), Paulo Henrique Dalago Muller (DEM) para segundo tesoureiro; o prefeito de Seara (Amauc), Edemilson Canale (PSD) para primeiro secretário e a prefeita de Cunha Porã (Amerios), Luzia Vacarin (PSDB) para segunda secretária.

Para o Conselho fiscal os indicados são o prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila (PSD); o prefeito de Bela Vista do Toldo, Adelmo Alberti (PSL); o prefeito de São João do Itaperiú, Clezio José Fortunato (MDB), a prefeita de Santa Cecília, Alessandra Garcia (PSB); o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes (PSL); o prefeito de Lebon Régis, Douglas de Mello (PDT) e o prefeito de Xanxerê, Oscar Martarello (PSDB). Na suplência, o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP); o prefeito de São João do Sul, Moacir Teixeira (MDB); a prefeita de Trombudo Central, Geovana Gessner (MDB); o prefeito de Capinzal, Nilvo Dorini (MDB); o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz (PSL) e o prefeito de Palma Sola, Cleomar Mantelli (MDB). La Via Comunicação

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios