Destaque

Polícia Civil recupera pedras semipreciosas e semijoias no valor de R$ 9 mil

A 1ª Delegacia de Polícia de Fronteira de Chapecó recuperou na tarde de quarta (2), uma pasta contendo centenas de semijoias banhadas em ouro e pedras semipreciosas, que somadas, chegam ao valor de R$ 9 mil.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A proprietária notou a falta dos objetos ainda no início do mês de agosto e procurou a Polícia Civil para registrar o boletim de ocorrência. A vítima, em contato com a equipe de investigação, forneceu informações iniciais que levaram os policiais ao encontro do possuidor da maleta, um jovem de 20 anos de idade, de forma que a mesma foi prontamente entregue.

Os investigadores restituíram as semijoias à vítima e o inquérito policial foi instaurado, sendo posteriormente remetido ao Poder Judiciário para providências.

A Polícia Civil ressalta a importância da colaboração da comunidade nas investigações policiais, ainda que anonimamente, pois trazem resultados positivos para as vítimas e a sociedade em geral.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios