Destaque

Polícia Civil cumpre mais de 350 mandados de prisão na região Oeste de SC em 2024

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Diretoria de Polícia da Fronteira (DIFRON/PCSC), apresentou nesta segunda (15) os indicadores de criminalidade referente ao ano de 2024, na circunscrição dos 89 municípios da região Oeste de Santa Catarina.

Desde o dia 1º de janeiro até o dia 15 de abril, a PCSC, prendeu 354 pessoas, por meio de cumprimento de mandados de prisão. Um crescimento de 23% comparado ao mesmo período de 2023.

As 8 unidades policiais que mais cumpriram os mandados de prisão foram:

DIC/FRON – CHAPECÓ: 63
DIC/FRON – XANXERÊ: 26
DPC/FRON – SÃO MIGUEL DO OESTE: 25
DIC/FRON – SÃO LOURENÇO DO OESTE: 23
DPC/DIC – SÃO MIGUEL DO OESTE: 18
DPC/FRON – XANXERÊ: 14
DPC/FRON – MARAVILHA: 13
DPC/FRON – XAXIM: 13

CONFIRA O VÍDEO NO INSTAGRAM DO CHAPECÓ ONLINE: https://www.instagram.com/p/C5yEXerNASB/

Em relação aos índices de criminalidade, registrou-se uma queda significativa em diversos indicadores, dentre eles, uma redução de 16,6% no número de homicídios. Foram registrados 20 casos de homicídios até a data de 15/04, em comparação a 24 casos registrados no mesmo período do ano passado. Com relação ao crime de roubo, houve uma redução de 10 %.

A análise de produtividade envolvendo os mandados de prisão cumpridos indicou ainda que a Divisão de Investigação Criminal da Fronteira (DIC/FRON) de Chapecó, que cumpriu 63 mandados de prisão, esta em 2º lugar entre todas as unidades policiais do Estado que mais cumpriram mandados de prisão em Santa Catarina em 2024. Em primeiro lugar esta a DIC de Lages com 66 mandados de prisão cumpridos.

Para o Diretor de Polícia da Fronteira da Polícia Civil, delegado Fernando Callfass, o aumento do cumprimento de mandados de prisão na região oeste em 2024 é resultado de um trabalho sério e competente de todos policiais civis que estão cada vez mais bem preparados e equipados para enfrentar a criminalidade, com total apoio do Delegado Geral da PC, Ulisses Gabriel nas ações.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios