DestaqueGeral

Planejamento estratégico potencializa o turismo em Maravilha

Reconhecimento dos atrativos e dos potenciais turísticos, elaboração do inventário do setor e definição e avaliação dos eixos prioritários para o desenvolvimento de Maravilha, no Oeste catarinense. Essas foram as etapas realizadas até o momento para a elaboração do Plano Estratégico do Turismo, ação que integra o Programa Cidade Empreendedora, desenvolvido pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC.

A construção do planejamento é feita com a contribuição do Conselho Municipal de Turismo, servidores municipais, empresários, produtores rurais, artesãos, artistas e representantes de entidades locais. O trabalho prossegue com a realização de seminários até maio do próximo ano, pois a meta é finalizar o estudo e entregá-lo em junho de 2020.

De acordo com a consultora credenciada ao Sebrae/SC, Silvia Nowalski, a primeira atividade correspondeu ao reconhecimento do destino Maravilha, para conhecer a oferta disponibilizada atualmente, tanto em termos de atrativos (o que existe e é consolidado) quanto em potenciais (tudo o que poderá ser ou que será transformado em um produto turístico). “Percorremos as comunidades de interior, as áreas industriais, os atrativos culturais e naturais, além de conversarmos com os moradores e conheceremos os projetos desenvolvimentos pelo poder público”, explica Silvia.

Após o reconhecimento do destino iniciou-se a elaboração do inventário, um instrumento tático que será constantemente atualizado. Nele consta a relação dos equipamentos (hotéis, pousadas, bares e restaurantes), dos serviços (empresas de transporte) e de ações disponíveis ou que impactem os visitantes.

Os dois primeiros seminários foram realizados no mês de novembro, com enfoque na definição dos segmentos estratégicos que serão trabalhados no município, a exemplo do turismo de eventos, de negócios, rural, voltado às crianças e de lazer. Também foi realizada a avaliação dos segmentos conforme análise de infraestrutura, serviços, equipamentos, políticas públicas, sustentabilidade e meio ambiente, considerando elementos do macroambiente e do microambiente.

“Entendemos que Maravilha tem um foco diferenciado, principalmente por possuir o título de Cidade das Crianças, mas no município há poucos produtos voltados a esse público. Isso representa uma oportunidade porque na região Oeste não há lugares que desenvolvam o turismo para o público infantil, consequentemente para suas famílias. Por isso, esse segmento foi definido como um dos eixos principais do planejamento”, realça Silvia ao comentar na promoção de ações envolvendo o comércio, a iniciativa privada e o poder público para atrair as famílias.

Conforme a consultora credenciada ao Sebrae/SC, turismóloga Karla Hall, atualmente Maravilha não trabalha o turismo, por isso a relevância do planejamento que identificará como potencializar esse setor. “Ao falarmos de atrativos consolidados, por exemplo, o município tem quatro áreas industriais gigantes e maravilhosas com empresas que fazem exportação para diversos países. Então, isso é uma oportunidade de desenvolver roteiros como industrial, de visitação ou científico” exemplifica Karla.

De acordo com o secretário de indústria, comércio e turismo, Gelson Rossetto, outro exemplo de atrativo consolidado é o museu Padre Fernando, situado na Avenida Araucária, que possui itens históricos do município e promove exposições itinerantes ao longo do ano. “Em média o museu recebe uma visitação de aproximadamente quatro a sete mil pessoas por ano e nossa intenção é ampliar o número de turistas”, afirma Rossetto ao elencar também o potencial do turismo de negócios, em função das indústrias e dos negócios efetivados na região.

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios