Polícia

Padrasto é preso suspeito de estuprar e matar enteada de 1 ano

Um homem de 22 anos foi preso suspeito de estuprar e matar a enteada, de 1 ano, em Porto Alegre (RS).

Quer ficar BEM INFORMADO?⏬
Clique AQUI e receba NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP
Acesse nosso grupo de NEGÓCIOS/CLASSIFICADOS

A bebê foi encaminhada para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A criança tinha diversos ferimentos pelo corpo e a causa morte ainda será confirmada pela perícia.

De acordo com a polícia, o padrasto entrou em contato com a tia da bebê alegando que a menina tinha se engasgado quando ele deu mamadeira para a criança. Ele estava cuidando da criança enquanto a mãe estava no trabalho. A tia foi até a residência e encontrou a bebê desmaiada e com vários ferimentos pelo corpo e correu para o hospital com ela.

O padrasto que chegou no hospital posteriormente com a mãe da bebê foi detido pela Brigada Militar, que foi acionada pela equipe do hospital, já que os ferimentos sugeriram abuso sexual.

Após ser detido, o homem confessou ter agredido a bebê, mas negou o abuso sexual. Ele foi preso em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e por ter sido praticado contra criança. Se confirmado o abuso sexual ele responderá também por estupro de vulnerável. O homem possui antecedentes criminais por lesão corporal, ameaça e vias de fato.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios