Polícia

OPERAÇÃO MARTELO: Investigados pegam mais de 37 anos de prisão

Em fevereiro deste ano, a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal de São Miguel do Oeste, deflagrou a operação _Martelo_, decorrente de investigação policial que apurou a prática do crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas e que teve como investigados e indiciados pessoas residentes da cidade de São Miguel do Oeste e Bandeirantes, no extremo oeste catarinense.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Após intenso trabalho investigativo, com análise de dados, vigilâncias veladas e medidas cautelares próprias de Polícia Judiciária, a operação foi deflagrada no mês de fevereiro deste ano, sendo que à época foram presas 4 pessoas.

Após os trâmites do Inquérito Policial formalizado pela Polícia Civil, o procedimento foi remetido ao Poder Judiciário.

Os investigados foram denunciados e, após a ação penal, foram condenados a penas que somam mais de 37 anos de prisão.

 

Resultados como este reafirmam a seriedade do trabalho da Polícia Civil, cuja missão institucional é a investigação criminal e a repressão aos crimes.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios