Destaque

Operação da PF investiga envio de drogas em aviões da FAB

A Polícia Federal deu início nesta terça-feira (2) a uma operação no Distrito Federal com o objetivo de buscar provas contra um grupo criminoso que utilizou aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) para enviar cocaína à Espanha.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

A Operação Quinta Coluna cumpre 15 mandados de busca e apreensão e 2 mandados que restringem a comunicação dos investigados e impedem suas saídas do Distrito Federal.

Em junho de 2019, o segundo sargento Manuel Silva Rodrigues, de 38 anos, foi preso em Sevilla suspeito de transportar 39 quilos de cocaína. Ele estava na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que estava em visita ao país. Rodrigues é lotado no GTE (Grupo de Transporte Especial) da FAB.

A Justiça Federal do Distrito Federal ainda determinou o sequestro de imóveis e veículos dos envolvidos no esquema criminoso.

As investigações demonstram que, além do sargento preso na cidade de Sevilha, na Espanha, outras pessoas se associaram ao militar para a prática do crime de tráfico de drogas. De acordo com o que foi apurado, pelo menos mais uma remessa de entorpecente foi enviada à Espanha.

Também é investigado o crime de lavagem de dinheiro. Para isso, o grupo adquiria veículos e imóveis com pagamentos em altos valores, sempre em espécie.

As investigações não se confundem com os processos por tráfico internacional de drogas que tramitam na Justiça Militar.

Os crimes de associação para o tráfico e lavagem de dinheiro têm penas que vão de 3 a 10 anos de prisão. Do R7

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios