DestaqueEsportes

OMS sugere paralisação do futebol europeu até o final de 2021

O clima no mundo do futebol é de incerteza. Diante de uma pandemia global, ninguém sabe o que está por vir e qual o futuro dos campeonatos. Com isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugeriu à Uefa, entidade que organiza o futebol europeu, por meio de teleconferência, no último dia 16, que as competições internacionais fossem suspensas até o final de 2021 para conter o avanço do novo coronavírus no continente.

Segundo as revistas ‘Veja’ e ‘Placar’, um ouvinte da reunião, relatou, com exclusividade, que a decisão drástica foi ventilada e o debate entre as entidades foi acalorado. A reunião que teria duração de apenas sessenta minutos, terminou com após duas horas, mas sem qualquer resolução encontrada para a atual crise do futebol mundial.

Ao longo da reunião, OMS apresentou a sugestão da medida com a fala de dois epidemiologistas. Foram mostrados os riscos de uma nova disseminação do vírus após o retorno das atividades e a entidade sugeriu a paralisação das competições até o final de 2021. Cabe salientar que a Uefa não é obrigada a aceitar, nem a principal entidade mundial de saúde tem poder sobre o calendário esportivo. Cada federação segue aguardando as orientações não só da OMS, como de seus governos.

A possível medida esquentou a reunião e trouxe o maior medo da Uefa e dos clubes europeus, a questão econômica. O receio de não conseguir sobreviver perante um período tão longo de inatividade, sem jogos, público e bilheteria. De acordo com a consultoria KPMG, o prejuízo das cinco maiores ligas do continente será em torno de 4,1 bilhões de euros (algo como 22 bilhões de reais), caso as rodadas que faltam não sejam realizadas.

Uma das hipóteses, é que essas partidas aconteçam com os portões fechados, sem a presença de torcedores. No entanto, os clubes terão um alto prejuízo na arrecadação e o risco de contágio entre atletas, comissão técnica e delegações continuaria.

Este é o maior dilema no atual cenário, já que todas as opções podem trazer prejuízos devastadores, e uma possível paralisação dos campeonatos até o fim de 2021 pode trazer o rompimento de contratos de patrocínio, o que causaria um colapso no futebol mundial.

As entidades não chegaram a um consenso e novas reuniões virtuais devem acontecer nos próximos dias para discutir sobre o futuro do futebol do continente. (Fonte R7/Lance).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link:  https://chat.whatsapp.com/LghOsEwYAqyI6U64hKIOjs

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios