Geral

Novo site articula vagas para profissionais de saúde durante pandemia

Uma nova plataforma articula vagas para profissionais de saúde durante a pandemia do novo coronavírus. Criado pelos ministérios da Economia e da Saúde, em parceria com as empresas de tecnologia Microsoft e Bizapp, o Portal Sine Saúde  facilita o contato entre hospitais, clínicas, laboratórios e Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e trabalhadores da área.

Segundo o secretário de Políticas Públicas para o Emprego do Ministério da Economia, Fernando de Holanda, a plataforma ajudará a repor, com urgência, profissionais afetados pela covid-19.

“Muitos profissionais têm adoecido. Isso requer substituição, requer mais profissionais trabalhando por causa da crise, então a gente possibilitou esse tipo de alocação. A plataforma visa a facilitar isso”, diz.

Holanda explica que a plataforma não contrata, apenas faz a intermediação entre o gestor que quer contratar e o profissional disposto a trabalhar, na própria cidade ou em outra localidade, durante a crise. Ele esclareceu que podem se cadastrar no site não apenas médicos, mas profissionais de todas as áreas da saúde, como técnicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e outros.

Além da área de saúde, a plataforma tem um módulo para que profissionais que podem trabalhar na construção de hospitais de campanha, como eletricistas, engenheiros e bombeiros hidráulicos, possam se cadastrar. Nesse caso, as secretarias locais de Saúde cadastrariam as vagas no site.

Filtragem

A plataforma reproduz a dinâmica de algumas redes sociais em que dois usuários dão match, expressão usada quando ocorre interesse mútuo. Isso é possível por causa dos mecanismos de filtragem estabelecidos para os dois lados: contratante e trabalhador.

Primeiramente, os profissionais, de saúde e ligados à construção de hospitais de campanha, cadastram o currículo, especificando a área em que atua, a disponibilidade de horário e a disposição em mudar de cidade. Os gestores de saúde cadastram a instituição, a vaga e o tempo da contratação.

Os dois lados podem filtrar a busca. Os gestores procuram os perfis mais adequados para ocuparem o posto. Os profissionais podem refinar a busca para encontrar a vaga que lhe interessa e candidatar-se em caso de interesse.

Segundo Holanda, a doação das empresas privadas permitiu que a plataforma fosse construída em pouco tempo. Ele pediu que os profissionais e os gestores se cadastrem.

“A gente gostaria de dar publicidade enfatizando que a plataforma só é capaz de atingir o resultado desejado se a gente conseguir mostrar, tanto para os médicos como para os gestores, a importância de entrar nessa plataforma e poder utilizá-la”, concluiu. (Fonte Agência Brasil).

Receba Notícias no seu WhatasApp?
Clique no link: https://chat.whatsapp.com/J4WlEehakUP9cOsnsHJ4Ng

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios