Nota Pública: ELEIÇÃO NA CHAPECOENSE

367

Dirigentes de entidades empresariais estiveram reunidos nesta terça-feira, 4 de dezembro, com representantes das duas chapas inscritas para a eleição que a Associação Chapecoense de Futebol realizará na próxima segunda-feira, dia 10. Depois de intensivas discussões, as lideranças empresariais oficializaram na manhã desta quarta-feira o resultado infrutífero da busca pela constituição de uma chapa de consenso.

Representantes da chapa da situação, que tem como candidato à reeleição Plínio David de Nes Filho (Maninho), e da chapa denominada como Renovação, que apresenta como concorrente à presidência Cezar Dal Piva (Mano), reuniram-se com dirigentes de quatro entidades empresariais de Chapecó. Estiveram presentes nesses encaminhamentos os presidentes do Centro Empresarial (CEC), Neloir Antônio Tozzo, da Associação Comercial e Industrial (Acic), Cidnei Barozzi, e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Clóvis Afonso Spohr, e o vice-presidente do Sindicato do Comércio (Sicom), Ricardo Urbancic.

Após as discussões, os dirigentes das entidades indicaram a impossibilidade de composição para formar uma única chapa. Lamentam que a tentativa – mesmo considerando que é legítima a disputa, e apesar da vontade da maioria dos representantes das duas chapas –, não tenha possibilitado a conciliação devido a posicionamentos individuais.

Diante do fato, os presidentes das quatro entidades empresariais – entre elas o CEC, que congrega 16 instituições com atuação em 109 municípios da região –, reafirmam a importância e a necessidade priorizar – sempre – o bom nome e a representatividade esportiva, econômica e social da Chapecoense, como um clube que hoje tem respeitabilidade nacional e seu nome é reconhecido também internacionalmente.

As lideranças empresariais expressam que fica a critério dos conselheiros que participarão do pleito a escolha criteriosa quanto aos melhores nomes para dirigir o clube. Principalmente, reafirmam o desejo de que após a eleição os interesses maiores do clube e da sociedade chapecoense e regional sejam levados em consideração. Ao mesmo tempo, especificam que, independente de quem vencer a eleição, as entidades empresariais continuarão ativas no apoio à Chapecoense.

          Chapecó, 5 de dezembro de 2018