NA ESSÊNCIA: Ame-se!

Júnior Chisté - Psicólogo, Coach, Palestrante, Escritor
Quem se ama, nega-se a participar de fatores que não acredita ou que podem vir a lhe trazer aborrecimentos.
Quem se ama, se presenteia com o que é salutar, boa música, bons livros, bons lugares, está ao lado de boas pessoas, possuem uma relação saudável com o mundo.
Quem se ama, busca a paz constantemente, não por encenação e não faz nada que lhe desagrade para agradar os outros.
Quem se ama, é gentil e recíproco consigo mesmo e também com o outro e se observa com carinho, cuidado e atenção.
Você é único, não existe mesmo que no planeta sejamos sete bilhões de seres humanos, não há ninguém igual a você.
Quem se ama, é o seu melhor amigo. Se você ainda precisa se tornar o seu melhor amigo, faça de tudo para ser, você se tornará mais feliz, pleno, pois é essa amizade que você terá por toda a vida e que jamais falhará com você!
Como você tem se comportado com seus amigos? Com as pessoas que você aprecia? No seu relacionamento amoroso? Com sua família?
Comece a ter essas ações com você mesmo (a).
Se esses comportamentos forem bons, sua energia será a melhor também.
Porém, se esses comportamentos forem maus, sua energia corre sérios riscos de não ser tão boa como poderia ser.
Esteja atento aos seus comportamentos e reações, se observe no seu dia a dia.
Você pode fazer isso mentalmente ou se olhando no espelho diariamente. Mas faça!
O importante é você estar constantemente conectado a si mesmo (a), principalmente nos momentos mais difíceis da sua vida.
Aqueles que você precisa parar e refletir antes de tomar uma atitude, uma decisão importante.
Preste atenção no que você fala pra você.
Pense no seu melhor amigo, Deus ou em uma pessoa admirada por você.
Toda vez que sentir emoções negativas, pergunte a si o que essa pessoa tão amada te diria e passe a fazer isso por você mesmo.
A Bíblia nos ensina: “Amai ao seu próximo como a ti mesmo”.
Só se é capaz de amar ao próximo se amando, com humildade para aceitar as falhas, enxergar-se de dentro para fora, ser capaz de perdoar, aceitar-se, agradecer pelas conquistas, confiar nas decisões tomadas, estar seguro para seguir adiante quando nem tudo der certo.