Polícia

MPSC denuncia casal que fez sexo na frente de crianças e deixou uma delas ingerir droga em SC

O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) ofereceu denúncia contra um homem e uma mulher que fizeram sexo na frente de dois meninos, de dois e quatro anos, em um motel em Jaraguá do Sul. Durante os atos libidinosos, a criança mais nova ingeriu cocaína.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Os crimes aconteceram na madrugada do dia 8 de julho e os dois envolvidos foram presos em flagrante. A mulher e o homem, de 21 e 22 anos, foram flagrados pela Polícia Militar em um quarto do estabelecimento.

O documento assinado pelo promotor Marcelo Cota nesta quarta (14) aponta que o homem e a mãe das crianças mantiveram relações sexuais na frente dos dois meninos. Eles também ofenderam, de forma consciente e voluntária, a integridade física do menino de dois anos, pois permitiram que ele tivesse acesso à cocaína, o que causou lesões graves na criança.

De acordo com a denúncia, as lesões corporais graves foram descritas na receita médica e na comunicação feita pelo Hospital Jaraguá, onde a criança ficou internada até o domingo (11).

O menino sofreu intoxicação endógena por ingestão de drogas e correu risco de vida. Eles também consumiram anfetamina, cocaína, ecstasy e maconha na presença do garoto de quatro anos.

O casal foi denunciado por lesão corporal grave contra o menino que ingeriu o entorpecente, por expor a vida e a saúde das crianças, e por praticar conjunção carnal ou outro ato libidinoso na frente dos garotos.

O homem também pode virar réu pelo crime de desobediência. De acordo com a Polícia Civil, ele está preso preventivamente no Presídio Regional de Jaraguá do Sul. A mulher foi liberada no dia do flagrante. Do OCP News

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios