DestaqueInternacional

Morre Alejandro Sabella, técnico finalista da Copa do Mundo de 2014

O ex-técnico e ex-jogador argentino Alejandro Sabella morreu, aos 66 anos, na tarde desta terça (8). Ele sofria de uma doença cardíaca grave desde 2015 e estava internado desde o último dia 26 de novembro. Há dois anos, passou ainda por uma quimioterapia para tratar um câncer na laringe.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

Sabella iniciou a carreira de jogador em 1974, no River Plate. Jogou ainda pelo Sheffield United e Leeds United, na Inglaterra, Estudiantes, Grêmio, Ferro Carril e encerrou a carreira como jogador no México, atuando pelo Irapuato. No Tricolor gaúcho, o meio-campista ficou entre os anos de 1985 e 1986 e foi duas vezes campeão gaúcho. Pelas redes sociais, o Grêmio lamentou a morte de Sabella.

Após pendurar as chuteiras, se tornou assistente técnico de Daniel Passarella no River Plate. A dupla trabalhou no Millonario, na Colômbia, nas seleções da Argentina e do Uruguai, no italiano Parma, no mexicano Monterrey e no Corinthians. Como treinador, Sabella foi campeão da Libertadores de 2009 e do Torneio Abertura de 2010 pelo Estudiantes, clube que defendeu entre 2009 e 2011. A equipe de La Plata também se despediu do ex-treinador pelas redes sociais.

Ele comandou ainda a equipe nacional da Argentina entre 2011 e 2014 e foi o técnico da equipe durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Naquela competição o time argentino, com Messi, foi derrotado apenas na final no Maracanã para a Alemanha, por 1 a 0, na prorrogação. Pelo Twitter da Associação de Futebol da Argentina, o presidente da entidade, Claudio Tapia, lamentou a morte de Sabella. “Envio os meus mais calorosos abraços aos amigos e familiares e entes queridos”. (Fonte Agência Brasil).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios