InternacionalPolícia

Menino de 5 anos é morto por vizinho

O assassinato de um menino de 5 anos, baleado na cabeça por um vizinho da família, chocou os EUA esta semana. O crime aconteceu no último domingo (9) na cidade de Wilson, na Carolina do Norte.

Segundo a família, o menino Cannon Hinnant andava de bicicleta na frente de casa quando o pai ouviu o barulho de um tiro. Ao correr para onde ele estava, encontrou o filho baleado no chão. Uma vizinha relatou à polícia que viu o momento em que o suspeito se aproximou de Cannon e atirou.

Em entrevista a uma emissora local, Austin Hinnant, o pai de Cannon, contou que ao pegar o filho ensanguentado, olhou para o quintal da casa ao lado e viu o vizinho, Darrius Sessoms, andando nervosamente de um lado para o outro com uma arma na mão. O menino foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Conhecido da família

Após tentar fugir, Sessoms foi preso no dia seguinte e indiciado por homicídio qualificado. Ele era conhecido da família e Austin contou que o convidou para jantar no sábado, dia anterior ao crime, e que os dois tomaram uma cerveja na porta de casa e conversaram.

“Não consigo imaginar por que ele faria algo assim, por que alguém iria até uma criança e daria um tiro nela”, disse a avó de Cannon, Gwen Hinnant, em uma entrevista ao jornal Washington Post.

Cannon, que nesta semana iria começar a estudar no jardim de infância, foi enterrado na quinta-feira. A família recebeu solidariedade e doações de todo o país. Uma campanha online para ajudar os Hinnant já arrecadou mais de US$ 400 mil (cerca de R$ 2,1 milhões).

Sessoms já tinha passagens anteriores pela polícia, uma por posse de drogas, uma por posse de drogas e armas. Ele também respondia a uma acusação por vender drogas em sua casa. (Fonte R7).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios