DestaquePolítica

Marcio Sander quer regra para imóveis residenciais que oferecem hospedagem

O vereador Marcio Sander (PSDB), em sessão ordinária, apresentou Moção de Apelo ao Executivo Municipal, reforçando solicitação do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Chapecó (Sihrbasc). O vereador apela para que o Poder Público determine regras à exploração de imóveis residenciais que oferecem hospedagem de turistas no município.

O Sihrbasc já elaborou documento demonstrando preocupações a respeito da atividade de hospedagem em imóveis residenciais, realizadas através de aplicativos de aparelhos celulares. “Gostaríamos que o governo municipal faça encaminhamentos pela regulamentação de hospedagem, evitando que pessoas e empresas se utilizem de meios eletrônicos para oferecer serviços de hotelaria de forma ilegal”, explica o vereador.

O texto da Moção de Apelo ainda relata que o próprio Ministério do Turismo declarou a necessidade da regulamentação de aplicativos, inclusive a obrigatoriedade da indicação de quem são os usuários, e quais direitos o consumidor possui, períodos de aluguel, além de qual tributação a atividade sofrerá.

Marcio Sander espera que o governo municipal crie legislação e encaminhe o projeto de lei para a Câmara de Vereadores. “A ideia é fazer as discussões e votações, para que possamos fazer justiça fiscal e não desequilibre a atividade hoteleira, garantir que o serviço ofereça qualidade e segurança aos usuários”, finaliza o vereador. Projeto de Lei semelhante já se tornou realidade na cidade de Caldas Novas (GO).

A moção aprovada por unanimidade pelos vereadores será encaminhada ao prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSL). (Fonte Comunicação Câmara).

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios