DestaqueEducaçãoPolícia

Manifestantes fazem barricadas e bloqueiam entradas da UFSC

Barricadas com troncos de árvores, pedras e lixeiras, em frente aos portões da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) impediram na manhã desta quinta-feira (10) o trânsito de veículos no campus de Florianópolis. Duas entradas principais que amanheceram bloqueadas foram liberadas pelos servidores da instituição por volta das 7h, conforme informou a Guarda Municipal.

Desde 10 de setembro, estudantes da UFSC estão em greve na universidade, que foi motivada contra os bloqueios no orçamento do Ministério da Educação (MEC), contra o programa Future-se e em defesa das universidades filantrópicas que estariam ameaçadas pela Reforma da Previdência, segundo a União Nacional dos Estudantes (UNE).

O chefe de gabinete da reitoria da UFSC, Áureo Mafra de Moraes, afirmou são realizados esforços para buscar soluções que preservem um ambiente institucional estável e diálogos com lideranças do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e da Associação de Pós-graduandos.

“Lamentavelmente o que vem ocorrendo, apesar de todos os esforços do reitor em mediar as tensões e propor alternativas equilibradas e negociadas, há grupos que agem contra a instituição. Mesmo com frequentes diálogos, há de fato um outro movimento, paralelo ao da paralisação, que aposta no confronto e no conflito. Tentam impor suas vontades pela força. E isso não combina com a defesa da instituição”, disse.

Trânsito

Os manifestantes fecharam os portões do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, que fica na Rua Capitão Romualdo de Barros, no bairro da Carvoeira, e do Centro Tecnológico, na Rua Deputado Antônio Edu Vieira, no bairro Pantanal.

As entradas secundárias e pela Rua Lauro Linhares, que possibilitam a circulação na instituição, não foram interditadas. Pelo menos uma linha de ônibus precisou fazer alteração de ponto de parada.

A Guarda Municipal informou que não recebeu nenhuma ocorrência sobre o caso e também não constatou movimentação de manifestantes no local.

Também foram espalhadas placas de madeira em que constam a palavra “greve”. Na semana passada, estudantes também realizaram um bloqueio em em apoio a greve geral de 48 horas que convocada pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN). (Fonte G1/SC). 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios