DestaquePolítica

Maldaner conversa com a ministra Damares sobre os casos de AME

Na tarde desta terça (11), por videoconferência, o deputado federal Celso Maldaner, acompanhado do deputado estadual Fabiano da Luz, apresentou a Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos– Damares Alves os casos das meninas catarinenses Sofia Helena, Amanda Soave e Laurinha, acometidas pela doença AME – Atrofia Muscular Espinhal.

Maldaner apelou à Damares para que interceda junto a Anvisa e ao Ministério da Saúde a regulamentação e a liberação no Brasil do Zolgensma – medicamento aplicado por ora somente nos Estados Unidos à um custo aproximado de R$ 12 milhões que pode trazer a esperança da cura para as crianças até os dois aninhos de idade.

Os estudos feitos nos Estados Unidos pela Novartis já são de conhecimento da Anvisa e o processo de liberação já está em análise. Em julho, Maldaner encaminhou uma moção de apelo para a Agência. Em resposta, disse que recebeu o Dossiê de registro da Novartis em janeiro deste ano e está analisando os estudos, visto que os ensaios/testes não foram realizados aqui no Brasil e que estão trabalhando na pauta sem previsão, atendendo aos trâmites burocráticos e regras estabelecidas.

“Sabemos que se aplicado no Brasil, o valor será bem menor e com acesso mais rápido para esses anjinhos. O Governo zerou os tributos do medicamento, mas é preciso regulamentar o mais rápido possível”, defendeu Maldaner. “Se dá certo nos EUA, como não dará aqui também”? questionou.

Em sua fala, Damares enalteceu a sensibilidade dos deputados em se dispor a ajudar essas crianças. Disse que é bom contar com os seus apoios e que o Ministério está fazendo todo o esforço possível para auxiliar nos processos junto a Anvisa e ao Ministério da Saúde sobre os tratamentos das crianças com doenças raras no Brasil e que um grupo de trabalho está sendo formado por ministros, parlamentares e familiares para debater o assunto, inclusive com a participação da primeira dama – Michelle Bolsonaro, e foi além, convidou os parlamentares para integrar ao grupo também – “precisamos de parlamentares interessados na causa para defendê-los”, finalizou.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios