LAVA JATO: Novo acordo de leniência devolve R$ 819 milhões para a Petrobras

FOTO Reprodução/EXAME

A Operação Lava Jato, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), a Advocacia-Geral da União (AGU) e autoridades dos Estados Unidos, fechou acordo de leniência com duas empresas que destina R$ 819,7 milhões para a Petrobras.

Segundo a força-tarefa, o acordo com as empresas Technip Brasil e Flexibras, pertencentes ao grupo Technip, foi firmado na segunda-feira (24) e será submetido à homologação da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (5CCR).

O acordo diz respeito a ilícitos praticados pelas empresas causando prejuízo a Petrobras, informou o Ministério Público Federal (MPF).

O valor total do acordo, conforme a força-tarefa, é de R$ 1,1 bilhão. Dos R$ 819,7 milhões da Petrobras, R$ 630,6 milhões correspondem a reparação de danos e devolução de lucros, e R$ 189,1 milhões são referentes ao pagamento de multa.

Os valores, segundo o MPF, serão pagos em três parcelas no prazo de dois anos, sendo que a primeira deve ser quitada em até 30 dias após a assinatura do acordo.

A força-tarefa afirma que o acordo também prevê a apresentação de informações e de provas relevantes sobre a participação de terceiros nos crimes reconhecidos pelas empresas.

Conforme o MPF, a celebração do acordo é decorrente de investigações realizadas desde 2015 pela força-tarefa a respeito de pagamentos de vantagens indevidas envolvendo pessoas ligadas ao grupo.