DestaquePolícia

Júri em Chapecó condena homem que matou por desentendimento após venda de revólver

O mais recente júri popular realizado no fórum da comarca de Chapecó aconteceu a portas fechadas. Apenas testemunhas, jurados, réu, juiz, promotora e advogado ocuparam o Salão do Tribunal do Júri, além de policiais, agentes penitenciários e oficial de justiça. A medida foi tomada para garantir a ordem e segurança do julgamento.

A sessão tratou de caso em que o acusado acertou seis tiros na vítima, por volta de 20h30 do dia 19 de abril de 2018. Oito dias depois, o homem atingido faleceu no hospital. O agressor havia vendido o revólver usado no crime para a vítima, que acabou devolvendo a arma por problemas no funcionamento. O desentendimento por conta do negócio desfeito teria motivado o homicídio.

Os debates perduraram por seis horas e 30 minutos. O Conselho de Sentença reconheceu as qualificadoras de emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e porte ilegal de arma. Com isso, a condenação ficou estabelecida em 16 anos e quatro meses, inicialmente em regime fechado. Logo que a sessão foi declarada encerrada, o acusado foi conduzido novamente ao complexo prisional (Autos n. 0008762-78.2018.8.24.0018).​ (Informações Núcleo de Comunicação Institucional – NCI/Comarca de Chapecó) 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios