DestaquePolícia

Jovem morre após sofrer parada cardíaca em bar

Uma jovem morreu depois de sofrer uma parada cardíaca em um bar de Londrina, no norte do Paraná. A família de Isabella Bueno, 19 anos, diz que ela passou mal ao beber cerveja com energético.

A estudante faleceu no Hospital Evangélico no domingo (3) e o corpo foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade nesta segunda (4), às 10h30.

A família de Isabella contou que, dias antes, a jovem tinha comentado que não estava se sentindo bem.

“Anos atrás tinham constatado que ela tinha um pequeno problema de arritmia cardíaca, mas o médico disse que não era uma coisa grave e que dava para viver sem qualquer preocupação. Ela ingeriu um energético e uma cerveja, era o que estava na comanda. Isso pode ter potencializado algum sintoma”, disse o primo de Isabela, Israel Gabriel Filho.

Peritos do Instituto Médico-Legal (IML) realizaram exames no corpo da jovem para saber se ela ingeriu alguma substância diferente ou se tinha alguma doença preexistente desconhecida. O laudo ainda não foi concluído. A Polícia Civil também está investigando o caso.

Consumo de álcool com cautela

O médico cardiologista Cláudio Faria Júnior explica que o álcool facilita o surgimento de arritmias e potencializa sintomas de doenças cardiovasculares preexistentes.

“A mistura de álcool e energético é uma situação comum, mas para ficar claro o álcool é o maior vilão neste caso. O álcool facilita o surgimento de arritmia, já o energético inibe a sensação de embriaguez”, explicou o cardiologista.

Faria Júnior diz que não há idade para o surgimento de doenças cardíacas. O médico detalha que sintomas como palpitação, tontura, falta de ar, cansaço, dor no peito e desmaios podem alertar para algum problema. (Fonte G1/RPC Londrina).

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios