DestaquePolítica

Jorginho Mello tem dia de vitórias em aprovação de projetos no Congresso Nacional

O senador Jorginho Mello (PL-SC) teve um dia marcado por vitórias nos plenários da Câmara e do Senado nesta quinta (16). O catarinense teve dois de seus projetos aprovados por unanimidade e que agora vão virar leis.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp

Os senadores aprovaram o PLP 147/2019, o Mei Caminhoneiro, que pretende melhorar o ambiente de negócios dos transportadores autônomos dando benefícios previdenciários, direito a nota fiscal e enquadramento tributário especial, auxiliando cerca de um milhão de caminhoneiros no país. O texto teve a relatoria do senador Marcos Rogério (DEM-RO).

Minutos depois, os senadores aprovaram, também por unanimidade, PLP 46/2021, que institui o Relp, programa de renegociação de débitos do Simples Nacional, para micro e pequenos negócios. O ponto fundamental é que com isso, 500 mil empreendedores poderão regularizar a situação e se manter no regime especial em 2022. Caso o Relp não fosse aprovado, essas empresas poderiam fechar as portar. Agora, os empreendedores poderão renegociar os débitos em 12 anos, com descontos que podem chegar até 70%.

Para Jorginho as aprovações representam um grande avanço, visto a batalha encampada por ele para que os projetos fossem aprovados.

– Isso é fruto de dedicação e muito trabalho. Foi uma luta inimaginável. Eu briguei muito por isso ao longo dos últimos meses. Sem dúvida o que aconteceu hoje é reflexo de um compromisso assumido por mim com os catarinenses e com o Brasil de fazer política de resultado – destacou o senador.

Ambos os projetos agora seguem para sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem o prazo de 15 dias para sancioná-los.

Relatoria

Não bastasse a aprovação de dois projetos na Câmara e no Senado, Jorginho ainda conquistou a aprovação dos senadores na relatoria do PL 712/2019, de autoria do também catarinense Esperidião Amin (PP).

O texto determina que a União prorrogue a autorização do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (CTJL), em Santa Catarina, por 15 anos a partir de 1º de janeiro de 2025. A medida evita que o município de Capivari de Baixo, no sul do estado, entre em colapso com o fechamento do complexo, anunciado em 2021.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios