Destaque

João Rodrigues acompanha governador na assinatura da ordem de serviço para captação de água no rio Chapecozinho

O governador do estado, Carlos Moisés da Silva, assinou nesta quinta-feira a ordem de serviço para o início das obras de captação de água do Rio Chapecozinho, que vai beneficiar Xanxerê, Xaxim, Cordilheira Alta e Chapecó.

O ato foi no Centro de Eventos de Chapecó, com a presença da diretoria da Casan, secretários de estado, deputados federais e estaduais, prefeitos e outras lideranças.

Clique aqui e receba notícias de Chapecó e Região, do Brasil e do mundo pelo WhatsApp!

O prefeito eleito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), para quem o governador adiantou os investimentos em audiência realizada na segunda-feira, foi chamado para acompanhar a assinatura do ato.

Durante a campanha eleitoral Rodrigues cobrou uma solução para a falta de água na cidade. Logo após a eleição a Casan fez uma reunião com o prefeito eleito e anunciou R$ 21,2 milhões em ações emergenciais.

Agora o governador anunciou um investimento de R$ 195 milhões no projeto Chapecozinho, que pode chegar a R$ 250 milhões. Segundo o governador, será o maior investimento da década.

“Sempre tratamos dos efeitos da
estiagem. Agora vamos trabalhar na causa, dobrando a capacidade de produção de água, cuidando dos mananciais e aumentando a reservação”, disse o governador.

O investimento em recursos hídricos vai chegar a R$ 1,7 bilhão.

O projeto de captação de água no Rio Chapecozinho, em Bom Jesus, começou a ser elaborado no início da década e foi concluído após a estiagem de 2012/2013. Foi lançado em 2015 mas suspenso após disputas judiciais. Foi concluído em 2018 mas ficou parado por dois anos pois não havia recursos.

O governo fará um aporte de R$ 65 milhões do Tesouro para o início do projeto, que consiste numa adutora de 57 quilômetros, de Bom Jesus até Chapecó. Também estão previstas uma Estação de Tratamento e dois reservatórios, um em Xanxerê, com capacidade para R$ 6 milhões de litros, e outro em Xaxim, com 3,6 milhões de litros. O projeto tem capacidade para 1,2 mil litros por segundo, podendo atender 450 mil pessoas.

O governador também ressaltou o trabalho do chefe da Casa Civil, Eron Giordani, na aproximação com o Oeste e com o legislativo.

Moisés também anunciou recursos para recuperação da SC-283 e SC-386, de Águas de Chapecó até Mondai. Anunciou ainda R$ 1 milhão para uma unidade do serviço de verificação de óbito em Chapecó e R$ 250 mil para reforma do IML de Concórdia. (Darci Debona/Assessoria de Imprensa).

 

Etiquetas

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios